Patativa do Assaré inspira análise sociológica em livro

O livro de Maria Ferreira dos Santos é pioneiro na abordagem das ciências sociais na obra do poeta popular de Assaré

Crato. Fruto da convivência com Antônio Gonçalves da Silva, o Patativa do Assaré, a escritora Maria Ferreira dos Santos está lançando seu primeiro livro sobre a obra do poeta popular.

A publicação que tem o título: "Aspectos sociológicos na poesia de Patativa do Assaré e o drama da triste partida" é dividida em três partes e tem como principal proposta divulgar a importância da contribuição do assareense para as análises e estudos sociais relacionados ao povo nordestino, o comprometimento dele com os problemas da região, a contestação e o sofrimento dos flagelados da seca, que até hoje, em menores proporções em relação ao passado, continuam migrando para o Sul do País.

O livro é dividido em três e divulga a obra do poeta popular Patativa do Assaré FOTO: YACANÃ NEPONUCENA


No primeiro momento, o exemplar é composto por um histórico da literatura popular nordestina. O objetivo é identificar o legado de Patativa do Assaré dentro deste cenário.

Relato

A segunda parte traz um relato sociológico da poesia do cancioneiro, desde as denúncias da problemática da seca e seus flagelados, até os agregados e operários que deixam a terra natal em busca de oportunidades nos grandes centros urbanos.

Esses foram os fatores que o impulsionaram a gerar poesia a partir da realidade brutal, onde o homem do campo é desprovido de recursos para permanecer no sertão. A última etapa relata o drama da música "A triste partida", nacionalmente cantada por Luiz Gonzaga e ícone do cancioneiro popular.

Devido à amizade entre os compositores e porque o Rei do Baião gravou vários poemas de Patativa, o livro será lançado durante a Bienal Nacional da União Nacional dos Estudantes (UNE), que vai acontecer no próximo dia 24, em Recife. No evento, haverá uma homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga. O Tema central será: "A volta da Asa Branca". "Aspectos sociológicos na poesia de Patativa do Assaré e o drama da triste partida" é pioneiro em abordar o conteúdo social da obra do poeta popular. Até então, havia apenas livros sobre a história da vida e da obra dele. A publicação aprofunda os estudos nas produções do assareense. Uma das metas da autora é disponibilizar o conteúdo como fonte de pesquisa para estudantes de todo o país e interessados em conhecer mais sobre essa temática.

O livro tenta mostrar a sociologia de forma poética. Para isso, foi escrito com base na literatura de cordel, da professora Nelma Fechine e nas pesquisas "Literatura e Sociedade", do professor Antônio Cândido. A publicação tem citações de poemas selecionados pelo próprio Patativa do Assaré. Em uma dupla homenagem, a Patativa e ao Gonzagão, Maria Ferreira dos Santos dedicou uma parte do seu trabalho a questão da seca no Nordeste.

Em capítulos, ela mostra as dificuldades das famílias de retirantes que fogem da estiagem. Nas etapas, a leitura forma uma peça teatral que conta a história do casal Zé e Raimunda, com seus filhos. Na ficção, a família saiu do Ceará em um caminhão pau de arara, em busca de melhores condições de vida na cidade de São Paulo. No decorrer da narrativa, eles enfrentam o frio, a fome e ainda perdem um dos filhos. Para a escritora, essa é a parte mais dramática da obra. "Muita gente que mora em outras regiões do país desconhece a realidade do sertanejo. Esse fato gera preconceito e discriminação com os nordestinos. A minha intenção foi mostrar que, apesar das dificuldades, esse povo tem valores, criatividade e enfrenta com bravura as intempéries da seca", conta.

O reconhecimento do trabalho da autora já gerou bons resultados. Nas homenagens ao Centenário do Gonzagão, que aconteceram em dezembro, na cidade de Exú, o livro "Aspectos sociológicos na poesia de Patativa do Assaré e o drama da triste partida" tiveram destaque ao servir de inspiração para um grupo de alunos da Escola Padre Medeiros, que encenou a peça: "A triste Partida", assistida por mais de 500 pessoas.

Agora, uma equipe de artistas teatrais está elaborando um curta metragem sobre a mesma peça. A autora, pretende auxiliar nas gravações.

A linguagem popular em que a obra foi escrita é acessível aos públicos adulto e até infantil. Aos leitores, proporciona a sensação de estar no sertão, convivendo com os animais, casas de taipa, redes, panelas de barro e candeeiros, constantemente encontrados nos lares do interior.

Após o lançamento do livro na capital pernambucana, a escritora pretende continuar apresentando seu trabalho em outros eventos. Na ocasião, de aniversário do poeta, que acontecerá no dia 5 de março, Maria Ferreira já planeja realizar um encontro na cidade de Assaré, onde Patativa viveu.

Mais informações

Maria Ferreira dos Santos
Endereço eletrônico: mariaferreiraalencar@hotmail.com
Telefone: (88) 9619.3777

YAÇANÃ NEPONUCENA
REPÓRTER
Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará