Nove cidades do Interior são contempladas com o Selo Verde

O Programa Selo Verde contempla as prefeituras que cuidam do meio ambiente praticando ações em sua defesa e preservação

A preocupação com o meio ambiente e com a sustentabilidade garantiram a nove municípios cearenses a certificação ambiental do Programa Selo Município Verde 2014. Os contemplados foram Barreira, Brejo Santo, Caucaia, Crateús, Crato, General Sampaio, Iguatu, Novo Oriente e Piquet Carneiro, que receberam, na tarde de ontem, no auditório Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) uma placa alusiva à escolha das mãos da presidenta do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), Virgínia Carvalho.

Com a mensagem de que é preciso cuidar do meio ambiente, não só as mencionadas prefeituras mas outras duas personalidades também foram agraciadas com a menção honrosa por seus trabalhos em prol do meio ambiente: a professora Nagila Rejanne Alencar Julião Cabral e a técnica do Conpam Maria do Socorro Ferreira de Azevedo.

A presidente do Conpam, Virgínia Carvalho, alertou aos presentes para a necessidade de cuidar do meio ambiente, exemplificando que os impactos negativos são grandes para quem não proteje suas florestas, suas águas e o ar. Citou como exemplo o surgimento de soim e camaleão nas residências por causa da devastação das áreas verdes.

Dez anos

O programa chega a sua 10 edição. Este ano foram 96 municípios inscritos, dos quais 77 apresentaram a documentação necessária. Após os procedimentos de análise documental, visitas técnicas e análise de recursos, foram nove aprovados.

Foram certificados com o Selo Município Verde todos os municípios que obtiverem o mínimo de 50 pontos na classificação geral nas categorias A, B e C. O município de Barreira foi o melhor pontuado, com 73,80 pontos, único na categoria B. Nenhum atingiu a categoria A. Os outros oito municípios ficaram na categoria C.

A Primeira condição para que o município se inscreva é ter em funcionamento o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema), além de incentivar para que as políticas ambientais relativas aos resíduos sólidos também sejam praticadas, criando canais para a efetiva participação da sociedade nas definições das prioridades.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará