Mobilização por hospital regional

Legenda:
Foto:
Vereadores estão mobilizando a sociedade de Quixadá para se engajarem na campanha pelo hospital

Quixadá. As eleições já passaram, mas os vereadores deste Município continuam em clima de campanha. Agora, eles articulam prefeitos da região e mobilizando a sociedade em busca de um dos hospitais regionais do Governo do Estado a serem construídos no Interior do Ceará. O objetivo é convencer o governador Cid Gomes da construção de uma das duas unidades com local ainda não definido, em Quixadá.

Segundo a presidenta da Câmara de Quixadá, professora Edi Leal, a "campanha" começou com uma audiência pública na ultima segunda-feira. A ideia é elaborar uma ata da audiência e colher milhares de assinaturas, em seguida levar o material para o governador. No documento, a ser apresentado no gabinete governamental, também constarão informes técnicos.

Além da classe política, a Associação dos Municípios do Sertão Central (Amusc), coordenadores da área de saúde da Faculdade Católica Rainha do Sertão, as direções do Hospital Maternidade Jesus Maria José e do Hospital Municipal Eudásio Barroso resolveram aderir à mobilização. Eles estão otimistas. A Faculdade Católica luta pela implantação do curso de Medicina. Com a chegada do hospital, com 340 leitos, a população da região terá melhora substancial na qualidade de vida.

Edi Leal explicou que Quixeramobim, Canindé e Limoeiro do Norte estão na disputa. Todavia, levados em consideração os dados levantados junto a 8ª Célula Regional de Saúde, sua cidade é a mais adequada para a construção da unidade hospitalar regional. Afinal, dez cidades e mais de 311 mil habitantes serão beneficiados.

Outro aspecto positivo apontado por ela é a favorável situação geográfica de Quixadá. O Município está situado estrategicamente. A presidenta ainda destaca que sua cidade tem urgência para receber um novo hospital.

ALEX PIMENTEL
COLABORADOR
Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará