Embarcação de Camocim naufraga no Maranhão; oito pescadores são resgatados

O estado de saúde dos náufragos é considerado bom, segundo a equipe médica que prestou atendimento.

Legenda: Na manhã desta segunda-feira (16), os pescadores serão ouvidos pela Capitania dos Portos do Maranhão e, em seguida, liberados para retornar a Camocim
Foto: Arquivo pessoal

Uma embarcação que saiu de Camocim, no Litoral Oeste do Ceará, afundou no litoral do Maranhão no domingo (15). Oito pescadores foram regatados e, de acordo com a Capitania dos Portos do Maranhão, que fornece apoio aos pescadores, ninguém ficou ferido. O barco naufragou na Região de Travosa a cerca de 92 km do litoral maranhense.

>Pescadores desaparecidos há cerca de 20 dias são encontrados à deriva no Pará

>Famílias buscam notícias de pescadores desaparecidos há mais de 20 dias em Camocim

Os pescadores afirmaram para a Capitania dos Portos do Maranhão que, na sexta-feira (13), por volta de 7h30, o mastro da embarcação rompeu, arrebentou as tábuas e afundou o barco. Os pescadores tentaram aliviar o peso para a embarcação ao menos flutuar e jogaram fora sacos de areia, ferro e cortaram o mastro. Todos colocaram coletes e sinalizaram usando fogos de artifício.

Os pescadores foram vistos e resgatados no domingo por um navio mercante que passou perto e os avistaram. Eles foram encaminhados para um hospital de São Luís, onde passaram por exames médicos. O estado de saúde dos náufragos é considerado bom, segundo a equipe médica que prestou atendimento.

Na manhã desta segunda-feira (16), os pescadores serão ouvidos pela Capitania dos Portos do Maranhão e, em seguida, liberados para retornar a Camocim.

Pescadores de Camocim resgatados no Pará

Em maio de 2019, sete pescadores que ficaram 24 dias desaparecidos foram encontrados e resgatados no Pará. Os pescadores foram resgatados no dia 14 de maio. Eles estavam a bordo de uma lancha com a qual se perderam. A embarcação estava à deriva e foi localizada próximo ao município de Bragança, no estado do Pará, segundo na época a agência da Capitania dos Portos do Estado do Ceará em Camocim. 

Todos os tripulantes foram encontrados com vida.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará