Cobra jiboia é capturada em chácara na zona rural de Iguatu

O animal havia devorado uma presa, um gambá, momentos antes da apreensão pelo Corpo de Bombeiros

Iguatu
Legenda: Durante a captura a cobra regurgitou uma presa, um gambá, conhecido popularmente como cassaco

Uma cobra da espécie jiboia, com cerca de dois metros de comprimento, foi capturada em uma chácara no distrito de Gadelha, zona rural de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, por bombeiros militares, na manhã desta quarta-feira (25), por volta das 10 horas. O animal foi solto em uma área de proteção ambiental.

A dona da chácara, Márcia Oliveira, contou que ficou apreensiva ao perceber a cobra e decidiu ligar para o Corpo de Bombeiros. O tenente Alcântara e o soldado Willami Oliveira atenderam a ocorrência. A dupla contou que “a cobra, durante a apreensão, regurgitou uma presa, um gambá, conhecido popularmente por cassaco”.

A 1ª Seção de Combate a Incêndios e Resgate do Corpo de Bombeiros, em Iguatu, informou que nos últimos três meses, 20 animais foram resgatados e 16 capturados. A média mensal é de 10 animais.

A captura refere-se a animais silvestres, que são devolvidos ao ambiente natural da espécie e o resgate é de bichos domésticos (cães, gatos) que ficam presos.

Para o tenente Diniz, do Corpo de Bombeiros, “o desmatamento, a expansão das áreas urbanas e a escassez de alimento no habitat natural, fazem com que os animais silvestres se aproximem cada vez mais das casas".

A cobra da espécie jiboia não é venenosa e mata suas presas por constrição, impedindo o fluxo sanguíneo. Ela não apresenta glândulas de veneno, nem dentes inoculadores.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará