Saúde integral

Pesquisadores têm comprovado que a exposição à luz solar, presente 365 dias por ano em Fortaleza, é benéfica para a saúde.

saúde

O Sol é fonte de luz, mas também é um admirável gerador de saúde. Pesquisadores de várias partes do mundo têm descoberto, por meio de estudos recentes,  que a exposição à luz solar traz efeitos benéficos para o ser humano, sem contar aqueles já conhecidos, relacionados à absorção do cálcio pelos ossos e o combate à osteoporose. Há diversos males que podem ser tratados e até curados graças ao Astro-Rei. "A exposição à radiação ultravioleta é o principal estímulo para a produção, no nosso organismo, da vitamina D, que está sendo estudada dentro da área do comportamento. Baixos índices de vitamina D podem levar à alteração de humor, ansiedade, estados depressivos e síndromes dolorosas. Nesses casos, o tratamento recomendado é a reposição da vitamina, mas também a maior exposição a banhos de sol controlados", relata o médico Alexandre Eller (foto), acumpunturiatra e especialista em dor.

eller
"Outro aspecto que a exposição ao Sol favorece é a melhora no sistema imunológico, pois ajuda a regular nosso sistema circadiano, o famoso 'relógio biológico',  que rege a segregação de hormônios e nosso estado de sono e vigília", observa o médico.

A artista plástica Cecília Maria Nunes Marques, de 72 anos, precisa tomar banhos de sol todos os dias, por recomendação médica. "É para prevenir a osteoporose. Faço esse tratamento há cerca de 13 anos e tenho sentido os benefícios dessa rotina na minha saúde, pois todos os exames que tenho feito da parte óssea têm dado bons resultados", comenta. "Os médicos dizem que 15 minutos de banho de sol são suficientes, mas como eu tenho de sair de casa para isso, aproveito para caminhar pelas ruas do bairro, por uma hora, mais ou menos", conta Cecília, moradora do Dionísio Torres.

Estudos médicos também indicam que a luz solar interfere nos níveis de óxido nítrico na pele e no sangue, o que pode ajudar na redução da pressão arterial e na melhora da saúde cardíaca, protegendo contra doenças, como o acidente vascular cerebral (AVC) e o ataque cardíaco. "Eu indico o tratamento com exposição solar aos meus pacientes, recomendando que façam atividade ao ar livre no começo da manhã ou no final da tarde. Ou mesmo que fiquem de frente para o Sol. De 10 a 20 minutos é suficiente. Alguns neurocientistas também estão concordando que ver o Sol nascer ou banhar-se no mar logo pela manhã faz uma refração, deixa a luz solar chegar mais suavemente e de forma homogênea ao corpo. E isso faz bem à saude", relata o médico Alexandre Eller.

Cuidados
No entanto, em se tratando do contato com o Sol, alguns cuidados são necessários. O protetor solar é um amigo de todas as horas, garantem os especialistas. O filtro solar com fator de proteção 30 ou maior deve ser utilizado nas áreas de pele expostas ao sol, como rosto, pescoço, decote e braços, meia hora antes da exposição solar e reaplicado a cada 2 horas, se a permanência ao ar livre se prolongar. Também é importante a proteção do vestuário, com óculos, boné e roupas de tecido especial com fator de proteção ultravioleta", recomenda o médico dermatologista Luiz Eduardo Galvão.

Outro detalhe a ser observado é com relação aos horários da exposição solar. "Ela deve ser feita antes das 9 horas da manhã ou após às 16 horas, período do dia em que há uma incidência menor da radiação ultravioleta do sol, causadora de câncer de pele", alerta Luiz Eduardo Galvão.

Seguindo as recomendações médicas, até mesmo alguns problemas de pele podem ser tratados com a ajuda do Astro-Rei. "Doenças de pele, como psoríase, vitiligo e dermatite atópica podem ser prevenidas ou tratadas com exposição controlada ao sol após orientação médica", completa o dermatologista. Então, que tal aproveitar o generoso Sol sobre a nossa capital e sair por aí? Sua saúde agradece!