Luz do conhecimento

Capital cearense se destaca em diversas áreas da pesquisa científica, como a mobilidade urbana e a biotecnologia.

conhecimento

Outro aspecto em que a capital cearense mostra sua potência e sua luz é no campo acadêmico. Fortaleza é uma cidade que se destacou nos últimos anos em pesquisas científicas nas áreas de mobilidade urbana, de dados, de biotecnologia e em pesquisas ligadas ao petróleo, afirma Vasco Furtado, Diretor de Pesquisa e Inovação da Universidade de Fortaleza (Unifor).

Na área de mobilidade urbana, Vasco ressalta o trabalho desenvolvido na Unifor em parceria com a Universidade do Arizona (EUA) e a Prefeitura de Fortaleza. “O conhecimento que está sendo produzido na Universidade de Fortaleza, sobretudo no Laboratório de Pesquisa e Inovação em Cidades (Lapin), é para tornar a cidade um espaço melhor para se viver. Recebemos até um prêmio internacional, o que foi superlegal. Todas as cidades da América Latina estavam competindo. Fortaleza foi a que ganhou por meio do projeto junto com a Unifor e a Universidade do Arizona”, pontua.

Segundo Vasco Furtado, o Lapin está buscando resolver problemas de mobilidade urbana que vão desde acidentes automobilísticos ao uso de inteligência artificial para identificar lixo e buracos nas ruas a partir de câmeras colocadas em veículos. As soluções para a cidade passam por resolver problemas de uso de energia de uma forma mais sustentável e por desenvolver métodos para compreender epidemias, como a de dengue.

Ainda na área de mobilidade urbana, o professor da Unifor Carlos Caminha destaca os dashboards entregues à Prefeitura, frutos da parceria mencionada. “Dashboards são ferramentas que mostram vários gráficos com informações para que as pessoas possam fazer simulação e tomem decisões. As ferramentas recebem os dados e recalculam os índices. A partir daí, são feitas projeções para um futuro próximo e assim por diante. Se eu adicionar um shopping aqui, o que acontece com o crime? O que acontece com os ônibus? É assim que as nossas ferramentas apoiam o poder público”, complementa o docente do curso de Ciências da Computação da Unifor, que atualmente coordena o Laboratório de Engenharia do Conhecimento (LEC).

Referência
Na área de biotecnologia, muita coisa tem sido feita em Fortaleza, evidencia o Diretor de Pesquisa e Inovação da Universidade de Fortaleza. Vasco Furtado cita a Unifor, a Universidade Federal do Ceará (UFC), a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e a Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio) como muito atuantes no tema, sem falar na Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), que financia diversas pesquisas.

O professor Kaio Tavares coordena o Laboratório de Biologia Molecular (para manipulação de DNA), que é um dos laboratórios do Núcleo de Biologia Experimental (Nubex) da Universidade de Fortaleza. Entre as diversas pesquisas relevantes desenvolvidas pela equipe multidisciplinar do Núcleo, uma citada por  Kaio Tavares e Vasco Furtado é a de produção de biofármacos a partir de cabras transgênicas.

“Essa cabra produz leite com substâncias que podem ser usadas para fazer remédios para diversas doenças, como o combate ao câncer. Um dos resultados futuros relevantes disso será a diminuição de custos de medicamentos”, garante Vasco Furtado. Kaio Tavares, por sua vez, lembra a maior eficiência dos biofármacos no tratamento das doenças e uma possibilidade maior de cura dos pacientes.

Ele próprio se mudou para Fortaleza em 2011 porque aqui foi formado um grupo muito forte na área de biotecnologia. “Fortaleza hoje é uma referência nessa área, é uma cidade que consegue reunir vários polos nos testes de produção de biofármacos. Tem um centro de referência de produção de testes clínicos na  FC. A Fiocruz veio para o Ceará há cerca de três anos. Bio-Manguinhos, uma fábrica de produção de medicamentos e vacinas, também está vindo para cá. É mais gente fazendo pesquisa de qualidade no Ceará”, conclui o docente.

INICIATIVAS PREMIADAS
O prêmio citado por Vasco Furtado é o Prêmio de Transporte Sustentável (Sustainable Transport Award), uma das principais comendas de mobilidade urbana no mundo. Ele foi entregue a Fortaleza em 15 de janeiro de 2019, em Washington, capital dos Estados Unidos, após concorrência com grandes cidades, por adotar projetos e intervenções inovadoras que promovem a mobilidade urbana de forma sustentável e inclusiva. A capital cearense concorreu com projetos do mundo inteiro e foi, nesta edição, a única agraciada com a condecoração. A entidade responsável pela comenda é o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP, sigla em inglês).

Saiba mais sobre essas e outras iniciativas no campo científico em Fortaleza clicando aqui.