Cultura para todos

Cineteatro São Luiz conta com espaços que podem abrigar diversos tipos de apresentações artísticas.

saoluiz1

Iluminando os fortalezenses com as luzes dos diversos espetáculos que abriga mensalmente, o Cineteatro São Luiz conta com a tradicional sala de exibição e com outros espaços que podem abrigar as apresentações artísticas. “O equipamento foi em busca de novos palcos e criou alternativas para otimizar todos os espaços possíveis, de forma a atender às inúmeras demandas e diferentes necessidades dos artistas”, comenta Rachel Gadelha, Diretora do Cineteatro São Luiz.

Além do auditório - normalmente usado como cinema e teatro -, há espetáculos em formatos mais intimistas com público e artista(s) acomodados em cima do palco, programações no Foyer (Hall de entrada), no auditório localizado no 5º andar e na própria Praça do Ferreira. Tudo isso para abrigar a diversidade de público e de artistas que passa pela casa. Público supereclético, garante Rachel Gadelha.

saoluiz2
Centro
“Já fui para shows de artistas de projeção nacional que o valor da meia-entrada era R$ 10. Os ingressos do cineteatro são muito acessíveis. Muitas vezes a programação é gratuita. Além disso, a localização do espaço, para mim, facilita muito. É bem no coração do Centro”, observa Renata Froan, artista visual, de 30 anos, frequentadora do equipamento cultural.

Quem também ressalta o bairro onde o equipamento fica é o sociólogo Francisco José Mesquita Bezerra, de 36 anos, que chega a ir cinco vezes por mês ao Cineteatro. “O que também me motiva muito a frequentar equipamentos culturais do Centro é que gosto muito desse bairro. Meus pais me levavam muito para lá quando eu era criança, para fazer compras, para passear. Naquela época, ainda não tinha tanto shopping center como tem hoje em Fortaleza. Eu ia muito com meus pais, com meu tio, já falecido. Então tenho um carinho especial pelo bairro Centro”’, afirma. 

Programação de qualidade e valorização são as palavras de ordem para a empresária Suely Batista, de 45 anos, e sua filha Caroline Batista Melo, de 25. “Carol e eu acreditamos muito na questão da revitalização do Centro da Cidade, na valorização do patrimônio histórico. É algo que casa direitinho para a gente. Nós, cidadãos de bem, temos que ocupar os espaços. O São Luiz, o Teatro José de Alencar, esses equipamentos são espaços que nós temos que valorizar e ocupar. Sempre que eu posso eu vou, e a minha filha também, e arrasto meu marido também!”, arremata a profissional. “É muito importante esse trabalho com a arte e com a cultura, e muito importante que todas as pessoas saibam que o São Luiz pertence a elas”, finaliza Rachel Gadelha. 

NÚMEROS 
. Capacidade do Cineteatro: 1.050 lugares (sendo 666 lugares na plateia inferior e 384 na superior), com 10 poltronas para obesos e 12 espaços para cadeirantes (o equivalente a 7 ônibus sanfonados ou a 2 aviões boeing 747). 
. Média de exibições de filmes no último mês (março/a2019): 42 sessões de cinema gratuitas. 
. Em 2018: 89,5% da programação é gratuita.