Superação

Raquel Esmeraldo Sobreira-filhos-e-marido-Luciano-Pinheiro
Maiara Farias de Carvalho/ Divulgação

Depois de passar por três gravidezes de alto risco e pelo drama de perder seu primeiro filho com apenas três dias de vida, a enfermeira cratense Ana Raquel Maia Esmeraldo Sobreira Pinheiro, de 33 anos, deu a volta por cima, tornando-se exemplo para outras mães e outras famílias que viveram situações parecidas. Hoje, Raquel segue feliz e grata ao lado do marido, Pedro Luciano Pinheiro, e dos dois filhos, João Pedro e João Vitor, de 5 anos e de 6 meses, respectivamente. É ela quem conta a própria história, marcada por perdas, angústias, 123 dias de UTI mas também por muita esperança e superação, provando que milagres realmente acontecem.

Uma história de fé, superação, luta e gratidão
“No ano de 2013, a melhor notícia da nossa vida: uma gravidez. Primeiro neto na minha família e na família do meu esposo. Tudo ocorria bem, até que, de repente, tive a notícia de que o bebê não estava ganhando peso e estava entrando em sofrimento fetal, tendo que interromper a gravidez. Assim, com 26 semanas, ele nasceu com 675g, nosso menino Paulo André, que logo foi pra UTI, tão pequeno, tão frágil, que só durou três dias, vindo a falecer na madrugada!

O telefonema às 3h da manhã daria a notícia mais triste da minha vida. Meu filho tinha ido morar com o Senhor! Meu chão desabou, morri em pensar que tudo para o que tinha me preparado tinha ido por água abaixo... Uma cicatriz que até hoje carrego dentro de mim, pois só sabe a dor de perder um filho quem já perdeu um. O que me fez superar foi sentir e acreditar que ele virou um Anjo na nossa família, que sempre nos ilumina e nos protege!

Após um ano, veio a segunda gravidez. Acreditei que tudo seria diferente, pois tinha feito diversos exames, procurado médicos especializados. Descobri que tinha trombofilia [uma predisposição para desenvolver trombose devido a defeitos na coagulação do sangue que favorecem a formação de coágulos (trombos)], fiz o tratamento adequado, todos os dias tomava injeção na barriga. Até que, chegando ao sexto mês, começaram as complicações, e resolvemos ir para Fortaleza. Chegamos lá no dia 15/10/2014, o dia em que ele nasceu, João Pedro Sobreira Pinheiro, às 21h15, com idade gestacional de 26 semanas e peso de 690g.

Passou 115 dias na UTI. Dias de muita luta, sofrimento, angústia, longe de casa, noites acordadas e muita oração. João Pedro fez várias transfusões sanguíneas, teve infecções, passou 87 dias entubado, fez três cirurgias: retinopatia, PCA (persistência do canal arterial) e hérnia inguinal bilateral, todas realizadas com sucesso, sem nenhuma sequela!

Raquel-Sobreira-Pinheiro-com-o-filho-João-pedro-na-alta-hospitalar
Muita emoção no dia da alta hospitalar de João Pedro, após 115 dias na UTI. Acervo pessoal

Hoje ele é uma criança saudável, inteligente, pula, tem uma energia enorme e feliz! Usa óculos e ficou até mais charmoso!! Sempre pediu um irmão, mas eu tinha muito medo de passar por tudo que tinha passado com ele. Mesmo assim, sempre entreguei nas mãos de Deus e pedi que fosse feita a vontade dele. Se fosse para vir saudável e no tempo certo, que Ele mandasse. E no mês de outubro de 2018 descobri que estava grávida.

Conheci um médico na família, o Dr. Glaucius Nascimento, que já tinha pego vários casos com o mesmo problema que eu, e tinham dado certo. Fui acompanhada por ele, em Recife. Ele é um médico que, sem dúvida, fez toda a diferença. Um pré-natal bem feito e com medicações que eu não tinha tomado nas gestações anteriores fizeram a diferença, além da minha fé, porque sempre soube que Deus nunca me abandonou e que, se eu tinha passado pelo que passei, era porque tinha que passar.

Fiquei em repouso total durante a gestação, sem sair, sem trabalhar. Mas tudo valeu a pena. No final de abril de 2019, nasceu João Vitor Sobreira Pinheiro, com 34 semanas e o peso 1,915kg. Passou oito dias na UTI, por precaução, mas a cada dia evoluía bem, tendo alta hospitalar com 13 dias. Hoje, ele se encontra com 5 meses, saudável, ativo e perfeito aos olhos do Pai.

João-Vitor-e-João-Pedro-filhos-de-Raquel-Sobreira-Pinheiro
Depois de três gestações de alto risco, a família de Raquel e Luciano Pinheiro é só alegria com os filhos. Maiara Farias de Carvalho/ Divulgação

Eu me sinto completa e realizada com meus filhos. Só muita gratidão ao Senhor e à proteção do nosso Anjo. Não desistam de lutar e buscar o que vocês desejam. Nós, mães, somos guerreiras, pois com muita fé e força a gente consegue o que deseja!”

Depoimento de Ana Raquel Maia Esmeraldo Sobreira Pinheiro