Luzes que salvam

Cada equipamento do sistema de iluminação do veículo tem sua função: direção, alerta, emergência e setas.

FAROL

As luzes do automóvel têm papel fundamental para a segurança de todos que convivem no trânsito; servem tanto para sinalizar quanto para contribuir com a visibilidade dos condutores. Saia como, quando e em quais situações cada equipamento do sistema de iluminação deve ser acionado.

Farol de milha
Também conhecido como farol de longo alcance, o farol de milha serve para aumentar a visibilidade do motorista em grandes distâncias. Este sistema deve usado  em estradas e/ou ruas sem iluminação, no período noturno, e não pode ser acionado quando houver fluxo de outros veículos à frente ou no sentido contrário, pois  ofuscará a visão de outros condutores. A utilização incorreta do farol de milha pode acarretar em multa e pontos na CNH.

Farol de neblina
Localizado abaixo dos faróis principais, na parte inferior e dianteira do veículo, o farol de neblina deve ser utilizado em casos de neblina, tempestades e nevascas. Com projeção de luz mais próxima ao solo, o farol de neblina alcança pouca distância, pois o objetivo é iluminar num nível mais baixo que o farol principal. Por  isso, o sistema não deve substituir o farol baixo. Ele também não ofusca a visão de outros condutores que trafegam no sentido contrário e ilumina com eficiência o acostamento e a faixa central da via.

Lanterna de neblina
Localizada na traseira do veículo, a lanterna de neblina tem a função de deixar o veículo mais visível em condições climáticas como neblina, tempestades ou quando a visibilidade estiver comprometida, tanto de dia quanto em períodos noturnos. O acionamento indevido atrapalha a visão dos outros motoristas que seguem atrás.

Pisca-alerta
Esta luz intermitente do veículo deve ser usada pelo condutor para sinalizar que o veículo está parado na via ou ainda em situações de emergência, uma ocorrência de perigo, situação crítica, incidente ou imprevisto, segundo o Código Brasileiro de Trânsito.

Luzes de direção (setas)
É a luz do veículo que indica a todos que convivem no trânsito – outros motoristas e pedestres – quando o condutor vai entrar à direita ou à esquerda. A seta  também deve ser acionada quando houver mudança de faixas, para indicar quando o objetivo for estacionar em uma vaga e para pedir passagem na estrada na faixa da esquerda. Não acionar o sistema acarreta em multa e pontuação na CNH.