Controle eletrônico de estabilidade

Item de segurança consegue evitar derrapagens e dá mais proteção a passageiros e motoristas.

parte da frente de um carro SUV na estrada

Conhecido como Electronic Stability Control (controle eletrônico de estabilidade), ou simplesmente ESC, é um item de segurança veicular que promove maior estabilidade ao carro. De acordo com o Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil), o sistema faz compensações por meio de frenagens automáticas e independentes nas rodas para criar um torque de giro contrário ao descontrole do veículo para corrigir sua trajetória.

Segundo o especialista Emerson Feliciano, Superintendente Técnico do Cesvi Brasil, o ESC auxilia diretamente no aumento da proteção do motorista e dos passageiros. “O sistema utiliza os sinais dos mesmos sensores do ABS para interpretar o que está ocorrendo durante uma mudança repentina de direção, ou seja, avaliando em conjunto o ângulo em que o volante foi esterçado e acelerações laterais”, afirma.

Apesar da contribuição para a segurança automotiva, em caso de colisão de trânsito, os sensores das rodas, rodas fônicas, chicotes ou conectores, podem sofrer com danos, uma vez que o dispositivo é integrado ao sistema ABS. “Além das rodas, em veículos com o sistema ESC, os motoristas devem ficar atentos ao chicote elétrico, sensor de ângulo do volante e sensor de rotação do veículo, que devem ser avaliados se não sofreram nenhum dano no acidente”, comenta Feliciano.

Confira os componentes que fazem parte do controle eletrônico de estabilidade (ESC):
. Sensor de ângulo de esterçamento do volante: capta o quanto o volante foi esterçado pelo motorista para uma determinada trajetória, enviando essas informações para o módulo central;
. Sensor de rotação do veículo: interpreta qual foi o giro do carro em relação ao solo. Essa ação também é conhecida como giro YAW (velocidade angular de guinada). Por exemplo, quando um veículo perde a aderência e roda, ele faz um giro no seu eixo YAW;
. Sensores de rotação: localizados em cada uma das rodas, têm o objetivo de comparar a rotação entre elas. Esses sensores pertencem ao ABS, mas alimentam o módulo do sistema ESC com informações importantes sobre travamento ou diferenças muito grandes de rotação entre as rodas. É importante saber que um problema no sistema do ABS (sensores, rodas fônicas e conectores) influenciará no não funcionamento do ESC;
. Módulo central ESC: é responsável por gerenciar todas as informações dos sensores do sistema e processar esses dados, podendo então enviar comandos para os atuadores, que farão as compensações nas rodas para estabilizar o veículo.

ilustração carros

Cesvi Brasil
Fundado em 1994, o Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil) é o único centro de pesquisa brasileiro dedicado à segurança viária e veicular e à disseminação de informações técnicas para o setor e também para a sociedade. Cesvi foi o primeiro centro da América Latina e é membro do Research Council for Automobile Repairs (RCAR), uma associação internacional de centros de pesquisas de seguros com os mesmos objetivo.