Sarto busca alianças para o 2º turno e diz que vai priorizar recuperação econômica se for eleito

Em entrevista no comitê de campanha ele fez uma comparação entre a sua candidatura e de Capitão Wagner que terminou em segundo lugar com 33,32% dos votos válidos.

O candidado a prefeitura de Fortaleza, Sarto Nogueira, do PDT, disse, na tarde desta segunda-feira (16) ter ligado para alguns candidatos para costurar alianças para o 2º turno das eleições e que, se eleito, pretende focar na recuperação da enconômica da cidade. Com 35,72% dos votos válidos, o prefeiturável largou na frente do candidato do Pros, Capitão Wagner que teve 33,32%.

"Ligamos para todos os candidatos para convidar para fazer parte desse time que ama Fortaleza, que tem uma paixão enorme por Fortaleza e que quer construir essa cidade nossa mais moderna mais justa e mais inclusiva. Creio que já já o fortalezense terá notícias com relação a ampliar o arco de alianças para preservar a democracia de Fortaleza e defender esse processo de justiça social", disse.

> Sarto Nogueira e Capitão Wagner se enfrentam no 2º turno da eleição em Fortaleza

Sarto reforçou ainda que uma das prioridades da prefeitura, caso consiga sair vitorioso, será a recuperação da economia por meio de uma linha de concessão de crédito para mulheres de baixa renda e para os jovens. Segundo ele, as medidas são para amenizar a crise que está por vir com o fim do auxílio emergencial, em dezembro. 

"Vamos oferecer crédito e capacitação para um programa chamado Nossas Guerreiras que é uma linha de crédito de R$ 3 mil para mulheres de baixa renda, chefes de família que tenham até um quarto de salário mínimo. Com um prazo de até seis meses de carência um prazo total de 30 meses de modo que a parcela fique em torno de R$ 100,00. Além disso, vamos criar crédito para juventude por meio do programa Juventude Digital onde nós vamos capacitar jovens na área de inovação tecnológica que é o que se apresenta hoje para a gente como o mais moderno e um programa de tutoria chamado Bolsa Nota 10, que nós vamos dar R$ 200,00 para alunos do 8º ao 9º ano do ensino fundamental II na ordem de 2 mil bolsas", afirmou.

O pedetista também fez uma comparação entre as duas candidaturas que agora irão disputar uma vaga no Paço Municipal para os próximos quatro anos. Ele criticou a postura do adversário ante a pandemia de Covid-19 e ressaltou que tem uma equipe composto por várias lideranças, como o prefeito Roberto Cláudio, o governador Camilo e o senador Cid Gomes que foi visto no comitê de Sarto nesta segunda-feira.

"De uma lado, nós temos uma candidatura ligada a Bolsonaro, que é ultraconservadora, que nega a Covid, que nega o distanciamento social, que nega o uso de máscaras, que no início da pandemia disse que morreriam só 7 mil pessoas. De outro lado, a nossa candidatura que nasce de um conjunto de pessoas que têm experiência que tem paixão por Fortaleza e que acima de tudo tem uma equipe, um time composto do governador Camilo, prefeito Roberto Cláudio, senador Cid, ex-governador e ex-ministro Ciro (Gomes). Temos várias pessoas que fazem parte desse que tá dando resultados", concluiu.

O segundo turno das eleições municipais acontece no próximo dia 29 de novembro em Fortaleza e em mais 17 capitais brasileiras. Em sete, os prefeitos foram eleitos já no primeiro. São elas: Belo Horizonte, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Natal, Palmas e Salvador.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política