PT deve decidir pré-candidatura à Prefeitura até 5 de abril

Atualmente, dois nomes são apontados: o da deputada Luizianne Lins e do vereador Guilherme Sampaio

Legenda: Partido busca consenso para o lançamento da candidatura
Foto: Foto: JL Rosa

Em meio à divisão no PT sobre quem deve ser o candidato do partido na disputa pela Prefeitura de Fortaleza, a Executiva Nacional da legenda definiu, ontem, o calendário eleitoral para 2020. A escolha do candidato virá somente em 5 de abril. A data pode ser antecipada ou prorrogada, a depender de consensos futuros sobre nomes cotados. Dois são colocados: o da deputada federal Luizianne Lins e o do vereador Guilherme Sampaio.

Os dois dividem a preferência de filiados. Enquanto Luizianne tem o apoio de grupos importantes dentro do partido, com maior poder eleitoral, e é apontada como "mais experiente", Guilherme é o "mais próximo das bases do PT" e a possibilidade de "renovar" a cara da sigla na Capital, conforme prospectam alguns líderes nos bastidores.

No meio dessas incógnitas, há mais uma: o posicionamento do governador Camilo Santana sobre a disputa na Capital. Alguns petistas, como o prefeito de Quixadá, Ilário Marques, e o deputado Moisés Braz, têm implorado por uma posição do chefe do Executivo Estadual sobre como o partido deve atuar na disputa. Eles acreditam que 90% da sigla devem seguir o governador em sua sinalização.

Calendário

A definição do calendário atende, em parte, ao desejo de Luizianne Lins, que voltou a cobrar no fim do mês passado o estabelecimento de prazos para escolha do candidato na Capital. As datas, no entanto, também dão um pouco mais de tempo para Guilherme fazer mais articulações em torno de seu nome.

O calendário do PT ainda precisa ser aprovado pelo Diretório Municipal. A votação está marcada para o dia 9 de março. As datas devem ser aprovadas, já que a Executiva as deliberou por consenso. As inscrições de pré-candidatos do partido estarão abertas do dia 17 a 23 de março. Caso haja somente uma candidatura, a definição pode vir no dia 23 do mesmo mês.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política