Previdência: Deputados cearenses justificam seus votos na reforma

Segundo levantamento do Diário do Nordeste, a maioria da bancada é a favor

Escrito por Redação,

Política

Ao longo do dia, cresceu o apoio da bancada federal cearense na Câmara dos Deputados à reforma da Previdência em discussão na Casa. Se na terça-feira (10), apenas três parlamentares se diziam favoráveis à medida, nesta quarta-feira (11) já são a favor. Os motivos incluem principalmente a importância da medida para o equilíbrio fiscal. Os adversários, por sua vez, afirmam que a matéria penaliza os mais pobres. Veja o que os parlamentares declararam sobre o tema ao Diario do Nordeste ou em suas redes sociais nas últimas semanas.

André Figueiredo (PDT): CONTRA
“Vai ser difícil comprovar tempo de contribuição com as regras colocadas na reforma e a pensão por morte também para o cônjuge sobrevivente será um maleficio sem precedentes e o povo vai sentir uma dor quando precisar se aposentar”

Idilvan Alencar (PDT): CONTRA
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A imagem é o próprio texto .

Uma publicação compartilhada por Idilvan Alencar (@idilvanalencar) em

José Guimarães (PT): CONTRA
“Vamos ter destaques e emendas para retirar os absurdos que querem fazer contra o povo brasileiro e vamos derrotar o governo”

José Airton (PT): CONTRA


Luizianne Lins (PT): CONTRA
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Na resistência contra a retirada de direitos do povo trabalhador. ✊ #ReformaNão

Uma publicação compartilhada por Luizianne Lins (@deputadaluiziannelins) em

 

Moses Rodrigues (MDB): CONTRA
 

Capitão Wagner (PROS) – CONTRA
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

✅ Primeiro dia de votação da reforma da Previdência.

Uma publicação compartilhada por Capitão Wagner (@capitaowagnersousa) em

Denis Bezerra (PSB) – CONTRA
“O primeiro o tempo de 40 anos de contribuição para o trabalhador receber o benefício da aposentadoria integral e o outro fator é a desconstitucionalização de alguns pontos da previdência”
 

Heitor Freire (PSL) – A FAVOR
"Meu voto foi a favor de dar sequência à Nova Previdência. Sempre votei seguindo a orientação do nosso ministro Paulo Guedes e do presidente Bolsonaro. Entendo que essa matéria é prioritária e urgente"

Genecias Noronha (SOLIDARIEDADE) – A FAVOR
“O Brasil está parado e não dá para tirar dinheiro do Tesouro para pagar privilégios, temos que mexer em profundidade nos privilégios e nos preocuparmos com a crise no país que é profunda”

Domingos Neto (PSD) – A FAVOR
 

Célio Studart (PV): CONTRA

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NOTA OFICIAL: POR QUE CONTRA A PREVIDÊNCIA? NÃO ACEITEI REGIME ESPECIAL PARLAMENTAR! TENHO INDEPENDÊNCIA. ESTOU NO MESMO DE TODOS! E MEU VOTO EU NÃO VENDO! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Pensão por invalidez: Todos os que ficarem inválidos: alzheimer/ parkinson/ AVC/ esclerose multipla/ acidentes de carro, moto/ tiro - no momento que mais precisam da pensão tinham 100% agora cai pra 60%. JAMAIS concordaria com isso! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O projeto é perverso e injusto em aspectos de grande relevância, prejudicando quem mais precisa da Previdência Social. São os mais pobres os maiores prejudicados pela reforma. Quem ganha menos. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Categorias como a da enfermagem e dos professores mereciam manter sua aposentadoria como está hoje. São categorias injustiçadas. Infelizmente não foi isso que aconteceu. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⚠A queda expressiva do valor das pensões, por meio da aplicação de novas regras e redutores, é um dos exemplos mais significativos dessa crueldade. Uma viúva que ainda não é aposentada, sem filhos dependentes, que recebe hoje, pela morte de seu marido, o valor de R$ 2 mil, com a reforma receberá apenas R$ 1,2 mil. Uma redução de 40%. Haverá casos em que as pensões serão até mesmo inferiores a um salário mínimo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Nem um casal de aposentados pais de filho com deficiência escapará das novas regras, com perdas expressivas na renda familiar. A reforma da previdência impõe filtros redutores que fazem cair o valor que deveria receber o dependente inválido. Ou seja, as pessoas com deficiência também são prejudicadas pela reforma. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ❗Aposentadorias por invalidez são concedidas aos segurados que estão incapazes de exercer qualquer trabalho. Só receberá o total da média salarial se a aposentadoria por invalidez decorrer de doença laboral ou acidente de trabalho. Com a reforma, aqueles que se tornam inválidos por, como exemplo, Parkinson, Alzheimer e esclerose múltipla terão redução drástica no valor do benefício. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A reforma reduz o acesso ao abono salarial e salário família, fundamental para o sustento de inúmeras mães e pais de família. Novas regras excluíram milhões de pessoas que atualmente têm acesso aos benefícios. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ (CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)

Uma publicação compartilhada por Célio Studart (@celiostudart) em

Eduardo Bismarck (PDT): CONTRA

Idilvan Alencar (PDT): CONTRA

Leônidas Cristino (PDT): CONTRA

Robério Monteiro (PDT): CONTRA

Pedro Bezerra (PTB) - A FAVOR

Dr. Jaziel (PL): A FAVOR

Júnior Mano (PL) – A FAVOR

Vaidon Oliveira (PROS): A FAVOR

Aníbal Gomes (DEM) – A FAVOR

AJ Alburquerque (PP) – INDECISO

Roberto Pessoa (PSDB) – A FAVOR