Paulo César Norões: reforma justa é a que inclui todo mundo

Repercutiu bem a fala do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, na abertura do Ano do Judiciário, propondo um pacto entre os três poderes para aprovação das reformas da Previdência, Fiscal e Tributária. É significativo pelo fato do Judiciário - especialmente magistrados e membros do Ministério Público - ser apontado como uma das categorias mais privilegiadas entre os servidores públicos do País.

O que se espera é que a proposta do pacto, pelo presidente da Suprema Corte, venha acompanhada da disposição para o sacrifício de cortar na própria carne em nome do bem comum, assim como tem sido proposto ao trabalhador comum.

A reforma da Previdência é necessária, isso é consenso. O que se discute é que tipo de reforma deve ser feita. Há uma rejeição natural, pois todo mundo quer manter seus privilégios. Entretanto, tal rejeição se multiplica na medida em que a proposta se torne discricionária, ou seja, atinge os que não podem se defender e não enfrenta o lobby corporativo das camadas mais privilegiadas da sociedade.

Prestigiado

Cid Gomes assumiu sua cadeira no Senado Federal recebendo o prestígio político compatível à grande liderança que é. Com ele, o governador Camilo Santana, o prefeito Roberto Cláudio e os presidentes da Assembleia Legislativa, José Sarto, e da Câmara de Fortaleza, Antônio Henrique. Também no plenário e galerias 39 prefeitos, além da maioria da bancada federal. Cid chega forte. Articulou um grupo para viabilizar debates e combate às propostas do Governo Bolsonaro, além de trabalhar para manter as ideias de Ciro Gomes vivas no Congresso Nacional.

Festejado

O deputado Jose Sarto também experimentou o carinho de seus seguidores na sua posse e eleição como presidente da Assembleia Legislativa. A maior caravana veio de Acopiara, sua terra natal e, também, base política. O médico Dr. Wilmar, candidato à prefeito em 2020, comandava o grupo que vibrava com Sarto sendo empossado na chefia do parlamento estadual.

Mensagem otimista

A tradicional mensagem de início de ano do prefeito à Câmara de Vereadores de Fortaleza foi entregue pelo seu vice Moroni Torgan. Coube ao secretário de Planejamento Philipe Nottingham fazer a leitura. Roberto Cláudio tinha agenda em Brasília. Moroni ressaltou as realizações da Prefeitura de Fortaleza e avisou que 2019 será o grande ano da capital cearense com implantação de mais mobilidade e obras estruturantes.

Harmonia

Em sua fala, Moroni Torgan destacou ainda a harmonia que marca a relação entre o Executivo e o Legislativo, o que proporciona cenário favorável para as realizações da Prefeitura em prol do desenvolvimento da Capital. O novo presidente da Câmara, Antonio Henrique, reforçou essa boa relação e comunicou que o prefeito estará na Casa na próxima terça-feira (5), para conversar diretamente com os edis. Antonio Henrique ressaltou ainda a importância do Legislativo, lembrando que a população estará mais bem servida a partir do fortalecimento do trabalho dos vereadores.


Categorias Relacionadas