Paulo César Norões: frente parlamentar pode abarcar a região Norte

Na reunião com a Comissão de parlamentares nordestinos, ontem à tarde, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), propôs a ampliação da Frente para Norte e Nordeste, tendo em vista que há pautas comuns às duas regiões. Há preocupação também dos nortistas em relação ao destino do Basa e da Sudam.

Alcolumbre recebeu a bancada do Ceará, composta pelos deputados estaduais Acrísio Sena (PT), Walter Cavalcante (MDB) e Danniel Oliveira (MDB), além dos deputados federais Moses Rodrigues (MDB) e Roberto Pessoa (MDB). Eles entregaram a Pauta de Reivindicações também ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Sarto Nogueira (PDT), que comandaria a embaixada cearense em Brasília, acabou ficando em Fortaleza a convite do governador Camilo Santana, que o queria ao seu lado na inauguração da Angola Cables, na Praia do Futuro.

Medalha

O Deputado Evandro Leitão (PDT) deve apresentar na reunião de hoje da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa um requerimento com 16 assinaturas propondo a concessão da Medalha Virgílio Távora ao ex-deputado César Barreto. Criada em 1988, pelo então deputado Nilo Sérgio, a medalha só foi concedida duas vezes.

Ao próprio Virgílio Távora, In Memoriam, recebida por sua esposa Dona Luiza, em 1999; e, em 2011, ao cearense Roberto Amaral, ministro da Ciência e Tecnologia no Governo Lula. A medalha, agora, seria um reconhecimento ao esforço de César Barreto para manter viva a memória de VT, ao lançar um livro em comemoração ao centenário do inesquecível político cearense.

Luva de pelica

Deputado Sérgio Aguiar deu um tapa no Governo Federal com luva de pelica. Ele criticou da tribuna da Assembleia a declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre a intervenção nas decisões da Petrobras, que gerou um prejuízo de R$ 32,4 bilhões para a empresa na Bolsa de Valores. O parlamentar do PDT aproveitou para colocar no ar uma dúvida: se o novo Governo Federal chegou aos "cem dias" ou aos "sem dia". O plenário riu.

Violência contra a mulher

O vereador Ésio Feitosa (PPL) apresentou, na Câmara Municipal de Fortaleza, projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município dispondo sobre a concessão de licença de seis meses para servidoras do Município que tenham sido vítimas de violência doméstica e familiar, enquadradas nas leis Maria da Penha e do Feminicídio. Uma comissão especial foi formada na Casa para analisar a proposta parlamentar.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de política?