Ibope vê disputa acirrada pelo 2º lugar em Recife e Porto Alegre

Capitais de Pernambuco e Rio Grande do Sul podem ter segundo turno

Legenda: Neto do cearense Miguel Arraes e filho de Eduardo Campos, João Campos (PSB) lidera a corrida no Recife (PE)
Foto: Agência Câmara

Novas pesquisas do Ibope mostraram, ontem (29), como anda a disputa em algumas capitais. Os dados divulgados apontam para uma disputa acirrada pelo segundo lugar em Recife (PE) e em Porto Alegre (RS).

Na capital pernambucana, João Campos (PSB), que representa a situação em aliança com o PDT, lidera com 31% (era 33%, em 15 de outubro), seguido por Marília Arraes (PT), com 18% (antes, 14%), a Delegada Patrícia (Podemos), com 16% (antes, 13%), e Mendonça Filho (DEM), com 13% (antes, 18%).

Na capital gaúcha, a candidata Manuela D'Ávila (PCdoB) oscilou positivamente três pontos percentuais em relação ao último levantamento (24%), no último dia 5, alcançando 27%. Há um empate técnico no segundo lugar: Nelson Marchezan (PSDB) subiu cinco pontos, atingindo 14%, enquanto Sebastião Melo (MDB) aparece com 14%, e José Fortunati (PTB) tem 13%.

Em Boa Vista (RR), a liderança da corrida eleitoral está embolada. O Ibope apontou empate técnico entre Ottaci Nascimento (SD) e Arthur Henrique (MDB) na liderança. Ottaci tem 27%, oscilando quatro pontos para cima, enquanto Arthur está com 25%, oscilando três pontos para baixo.

Outras capitais

Nos últimos dias, foram divulgadas pesquisas do Ibope também sobre outras cidades.

Candidato à reeleição em Porto Velho (RO), o prefeito Hildon Chaves (PSDB) se mantém em 1º lugar. Ele cresceu sete pontos desde a última pesquisa, e aparece com 30% das menções dos entrevistados. Tecnicamente empatados em segundo lugar aparecem Vinicius Miguel (Cidadania), que oscilou positivamente de 12% para 16%, e Cristiane Lopes (PP) que oscilou positivamente um ponto, chegando a 10%.

Em Manaus (AM), o ex-governador Amazonino Mendes (Podemos) está tecnicamente empatado com o também ex-governador David Almeida (Avante). Mendes oscilou um ponto para baixo, para 24%.

Já Almeida alcançou 16% após variação positiva de três pontos. Em empate técnico estão Ricardo Nicolau (PSD), que oscilou de 11% para 13%; Capitão Alberto Neto (Republicanos), de 7% para 9%, e Zé Ricardo (PT), de 10% para 8%.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados