Heitor Freire defende qualificação de professores e minimiza atritos com Bolsonaro

Em entrevista ao PontoPoder Eleições, o candidato do PSL defendeu ainda a instalação de escolas militares em áreas vulneráveis da Cidade, em parceria com as Forças Armadas e de Segurança Pública do Estado

fotografia
Legenda: Durante a entrevista, Freire defendeu a instalação de escolas militares em áreas vulneráveis da Cidade, em parceria com com as Forças Armadas e com as Forças de Segurança Pública do Estado
Foto: Kid Júnior

O candidato do PSL à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Freiredefendeu, na noite desta terça-feira (20), aumentar investimentos voltados para a qualificação do magistério da rede pública municipal e minimizou atritos entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). As declarações foram dadas em entrevista ao PontoPoder Eleições, exibido na TV Diário. 

Heitor Freire foi o quinto prefeiturável a ser entrevistado no programa, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 21h55, na TV Diário. Também já foram entrevistados Anízio Melo (PCdoB), Capitão Wagner (Pros), Luizianne Lins (PT) e Renato Roseno (Psol). Na quarta-feira (21), o entrevistado, definido em sorteio realizado com a participação de representantes dos partidos, será Heitor Férrer (SD).

Veja o programa desta terça-feira (20) na íntegra: 

Durante a entrevista, Freire defendeu a instalação de escolas militares em áreas vulneráveis da Cidade, em parceria com as Forças Armadas e com as forças de Segurança Pública do Estado.

"Uma das minhas propostas é a escola com ensino militar, principalmente nas áreas mais perigosas, nas áreas que têm mais problemas. Esse modelo já foi testado e aprovado em muitos municípios do Brasil. Escolas que eram muito problemáticas e que viraram, com ensino militar, em parceria com as Forças Armadas, com a Polícia Militar e com o Corpo de Bombeiros, melhores escolas com aprovação no Enem", afirmou.

Ainda sobre a Educação, ele disse que pretende fortalecer a rede pública já existente, oferecendo mais capacitação aos professores e aperfeiçoando o modelo de ensino em tempo integral.

"Temos que melhorar hoje a qualidade dos nossos professores. Nossos professores merecem meus aplausos, pois são guerreiros. A gente tem que dar mais oportunidade para que eles possam fazer suas pós-graduações, seus mestrados, seus doutorados e também trazer novos modelos de ensino. Nós vamos melhorar o ensino integral, a qualidade técnica, para que os jovens possam sair já prontos para o mercado de trabalho", prometeu.

Ouça o podcast 'PontoPoder Cafezinho': 

Powered by RedCircle

Na entrevista, ele também defendeu a criação do programa 'Fortaleza agora vai', para ajudar microempreendedores no desenvolvimento de negócios, mas não deu detalhes sobre os recursos para custear o plano.

"Nosso programa de governo "Fortaleza agora vai" foi estudado e desenvolvido por técnicos, economistas. Eu sei que não existe nada melhor e mais digno do que trazer emprego e renda para a população. Esse plano vai ajudar o pequeno comerciante, o pequeno negócio a ter liquidez, dinheiro no bolso para poder empregar, atualizar sua folha de pagamento, pagar aluguel vencido. Fortaleza tem como sim custear, tratando como prioridade esses pequenos negócios", explicou.

Questionado sobre os últimos atritos com o presidente Jair Bolsonaro, que o chamou de "cara de pau" em uma live por uma propaganda em santinho de um candidato a vereador de Pacatuba, Freire minimizou o episódio, classificando a fala do mandatário como "fruto de desinformação".

"Eu sou um apoiador de Jair Bolsonaro, votei nele, tenho orgulho de (tê-lo) apoiado. Infelizmente, foi fruto de uma desinformação, passaram uma mentira para ele, porque ele mesmo disse que não estava apoiando ninguém (nas eleições municipais). E até mesmo quando ele citou Fortaleza, ele disse 'ah, tem um capitão lá". Não existiu santinho, apenas um apoiador dele na Pacatuba colocou a foto em uma arte de Facebook: a foto do presidente de um lado e a minha de outro. Nem eu mesmo sabia", ressaltou.

'Decepção do eleitor'

Antes do início do programa, Heitor Freire falou também sobre o alto número de eleitores ainda indecisos em Fortaleza, de acordo com pesquisa Ibope divulgada na última semana, e disse que o dado reflete descontentamento com a política. “O fortalezense está muito decepcionado”, considerou.

Entrevistas

O programa PontoPoder Eleições, da TV Diário, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 21h55, iniciou uma série de entrevistas no dia 12 de outubro com os postulantes à Prefeitura de Fortaleza. Os candidatos de partidos que têm representação mínima na Câmara dos Deputados determinada pela legislação eleitoral para participação nos debates são questionados sobre suas propostas para eventual gestão municipal. O PontoPoder Eleições também é transmitido no canal do PontoPoder no YouTube e no site do Diário do Nordeste.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política