Girão faz campanha pelo voto aberto para presidência da Casa

Abaixo-assinado a favor do voto aberto no Senado Federal, organizado pelo senador eleito Eduardo Girão (PROS-CE), conquista apoio de parlamentares

A campanha pelo voto aberto na eleição para a Presidência do Senado Federal ganhou novo capítulo. Circula em Brasília um abaixo-assinado que defende a medida, organizado pelo senador eleito Eduardo Girão (PROS-CE). Até o início desta tarde, já foram colhidas menos 47 assinaturas dos parlamentares da Casa.

Entre os signatários constam a maioria dos postulantes à vaga: Alvaro Dias (Pode-PR), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Esperidião Amin (PP-SC), Major Olímpio (PSL-SP), Reguffe (sem partido-DF) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Faltava a assinatura de Ângelo Coronel (PSD-BA) e do favorito ao pleito, Renan Calheiros (MDB-AL).

Caso o voto seja aberto, o caminho de Calheiros de volta à presidência do Senado pode ficar complicado. A ideia dos signatários do abaixo-assinado é apresentar a lista de assinaturas como questão de ordem no Plenário, antes da eleição da mesa diretora, que acontece no início da noite de hoje.

De acordo com informações da assessoria de Girão, a manifestação é em "favor da transparência que represente o desejo de mudança de paradigma expresso pelas urnas nas últimas eleições".


Categorias Relacionadas