Deputados aprovam criação de delegacia para crimes cibernéticos no Ceará

Novo órgão deve combater crimes como fake news, cyberbullying e desvios financeiros, além de obter informações para investigações de outras infrações

fotografia de mão digitando em teclado
Legenda: A SSPDS não dispõe do número de casos deste tipo, já que são registrados em outras categorias
Foto: Agência Brasil

Os deputados da Assembleia Legislativa do Ceará aprovaram, nesta quinta-feira (4), a criação da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC). A proposta é de autoria do deputado Acrísio Sena (PT). 

A delegacia especializada ficará responsável por combater crimes cibernéticos e extrair informações para outras investigações. A instalação deve acontecer na estrutura da Superintendência da Polícia Civil. Os deputados Renato Roseno (Psol), Leonardo Araújo (MDB) e Ely Aguiar (PSD) já haviam levantado propostas sobre o tema em anos anteriores. 

Durante pronunciamento, Acrísio destacou as audiências públicas e reuniões técnicas realizadas anteriormente à aprovação."[A criação da Delegacia] irá atender aos anseios da população, que vem sofrendo constantemente com crimes como fake news, cyberbullying e desvios financeiros", afirmou. 

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) não dispõe, até então, dos números destes casos, já que são registrados de outras formas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política