Candidatos se comprometem em respeitar distanciamento social

No primeiro domingo da campanha eleitoral em Fortaleza, em plena pandemia do novo coronavírus, alguns postulantes ao Paço Municipal prometeram evitar aglomerações em seus atos públicos na busca pelo voto

No primeiro dia de campanha eleitoral em Fortaleza, os principais prefeituráveis saíram às ruas acompanhados por aliados de peso de seus partidos. As legendas apostaram ainda em atos públicos como caminhadas, carreatas e adesivaços como uma das estratégias para se aproximar da população, embora tentem respeitar os protocolos de distanciamento social recomendados pelas autoridades de Saúde, a fim de evitar o avanço do número de contaminações pela Covid-19.

Em suas falas, o tom de alguns candidatos indicou, no geral, quais serão as prioridades e por onde investirão contra os adversários.

Na estreia da campanha em Fortaleza, no entanto, não houve ataques diretos, agressivos e pessoais entre os postulantes, prevalecendo discursos pacíficos.

Jóquei Clube

Legenda: Sarto Nogueira disse que tentará consolidar seu nome na campanha respeitando as regras sanitárias. "Vamos focar nos debates com as pessoas. Sou médico, não vou fazer uma campanha com aglomeração"
Foto: Alessandra Castro

Acompanhado do vice de chapa, Élcio Batista (PSB), e do atual prefeito da Capital, Roberto Cláudio (PDT), o deputado estadual Sarto Nogueira (PDT) visitou, pela manhã, o Hospital das Crianças, no bairro Jóquei Clube.

O deputado estadual Salmito Filho (PDT), preterido entre os pré-candidatos do PDT, também acompanhou os correligionários.

Sarto ressaltou a atuação como médico em comunidades de Fortaleza. Ele destacou o apoio recebido do ex-ministro Ciro Gomes (PDT). "Vou gastar cada milissegundo da minha vida para pensar na população. Eu não vou ter tempo para atitudes pequenas, eu vou focar nas pessoas, em me preocupar com o fortalezense", disse.

José Bonifácio

Legenda: Capitão Wagner garantiu que não está preocupado com os adversários. "Achar que vai ser fácil é o caminho para a derrota. Estamos focados no nosso plano de governo, no nosso trabalho"
Foto: Fabiane de Paula

O deputado federal Capitão Wagner (Pros) visitou a Associação Valentes de Davi, que atende crianças e adolescentes carentes no bairro José Bonifácio. Em seguida, ele fez uma carreata pelas ruas da Capital. Acompanharam Wagner a candidata a vice da chapa, Kamila Cardoso (Podemos), e o coordenador de campanha e senador Eduardo Girão (Podemos).

Wagner também alfinetou adversários que fizeram alianças com muitos partidos. "Não precisaremos ter que nos explicar por acordos que nos trarão mais tempo de televisão, recursos e fundo partidário", citou Wagner.

Barra do Ceará

Legenda: Luizianne Lins ainda aguarda o apoio do governador. "Esperamos que (Camilo) esteja conosco, então vamos usar (imagem dele) sim. O Camilo tem sido bem avaliado, é petista, e conversamos muito na pré-campanha"
Foto: Fabiane de Paula

Na Vila do Mar, na Barra do Ceará, a ex-prefeita Luizianne Lins (PT) e o vice Vladyson Viana (PT) foram recebidos por caciques locais do partido: José Guimarães (PT) e José Airton (PT), além do presidente estadual da sigla, Antônio Filho, o "Conin".

Sob gritos de "Volta, Lôra", ela caminhou pelas ruas do local, ouviu demandas da população e conversou com alguns eleitores. Na comunidade, alguns moradores se aglomeraram no entorno dela, inclusive sem usar máscara.

A petista criticou a falta de experiência dos adversários. "A única que tem experiência para tocar esta cidade, de todos os candidatos que estão neste momento, sou eu. Não seria um salto no escuro".

Centro

Legenda: Heitor Férrer ressaltou o impacto positivo da aliança com o MDB de seu vice Walter Cavalcante. "O MDB está dando musculatura a nossa campanha, em ceder para nós o seu tempo de TV"
Foto: Alessandra Castro

O Centro foi o local escolhido pelo deputado federal Heitor Férrer (SD) para iniciar a campanha. Ele se separou do companheiro de chapa, Walter Cavalcante (MDB), para pedir votos à população.

O deputado caminhou pelas ruas da Capital com um grupo de apoiadores, incluindo o vereador Odécio Carneiro (SD). Ele defendeu a aliança com o MDB e ressaltou que isso pode ser um diferencial na disputa. "A aliança só impacta positivamente. O MDB está dando musculatura a nossa campanha em nos ceder o tempo de televisão. Candidatos que têm a máquina, inicialmente, se apresentam fracos, mas se fortalecem. O eleitor é quem é o protagonista e ele está cansado disso", disse.

Dom Lustosa

Legenda: Renato Roseno reconheceu as limitações de sua campanha à Prefeitura de Fortaleza. "Vamos fazer nossa campanha sem gastar muito, visitando as pessoas e com pequenos encontros para não aglomerar".
Foto: Alessandra Castro

O deputado estadual Renato Roseno (Psol) disse que terá como estratégia participar de pequenos eventos com eleitores. Na manhã do primeiro dia de campanha, ele participou de uma feijoada no bairro Dom Lustosa.

O psolista se disse "orgulhoso" do programa de Governo que está propondo e da campanha com poucos recursos. "Nós temos capacidade de fato de iniciar uma agenda de transformação de Fortaleza, uma Prefeitura voltada para a maioria social. Queremos que a maioria social vire maioria política", disse.

Pirambu

Legenda: Heitor Freire relatou um problema de bairro. "Conheci o campinho do Autran Nunes, uma das únicas opções de lazer para a população daquele bairro. A situação lá é triste, as crianças brincam em meio ao lixo"
Foto: Divulgação

Heitor Freire (PSL) iniciou os atos públicos de campanha na Areninha do Pirambu.

Ao lado da Cabo Maia (PSL), vice de chapa, ele destacou os apoios nacionais à candidatura, incluindo a do presidente da sigla, Luciano Bivar, e do senador Major Olímpio.

Ele também participou de carreata pelas ruas do Pirambu e da Barra do Ceará. O candidato criticou a atual gestão municipal. "Vamos inverter as prioridades em Fortaleza, para dar atenção àqueles que mais precisam", prometeu.

Bairro de Fátima

Legenda: Célio Studart (PV) decidiu banir fogos de artifício e carros de som em sua campanha eleitoral. "Poluição sonora prejudica os animais, os autistas e também àquelas pessoas que estão em tratamento, em hospitais e centros de saúde. Eu não vou fazer uso dessas práticas em respeito ao cidadão fortalezense”
Foto: Divulgação

Candidato do PV, o deputado federal Célio Studart prometeu fazer uma campanha sem recorrer a carros de som e fogos de artifício.

"Poluição sonora prejudica os animais, os autistas e também àquelas pessoas que estão em tratamento, em hospitais e centros de saúde. Eu não vou fazer uso dessas práticas em respeito ao cidadão fortalezense", disse Studart, que falou na área externa do comitê de sua campanha situado no Bairro de Fátima.

Ele criticou ainda a polarização ideológica no País.

"Fortaleza não aguenta o que o Brasil não aguenta: a guerra pelo poder. Não podemos repetir aqui o erro que o Brasil repetiu. Temos outras opções, além daqueles que se declaram donos do poder ou que se acham vencedores natos. Somos a candidatura que vai surpreender e ir para o 2º turno", assegurou o parlamentar do PV.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados