Candidatos à Prefeitura de Fortaleza vão à periferia com propostas de saúde à cultura

Dia de campanha no domingo teve agenda de postulantes em bairros como Bom Jardim, Presidente Kennedy e Autran Nunes

Os candidatos à Prefeitura de Fortaleza utilizaram o domingo (11) para realizar atos na periferia e defender propostas que contemplam desde ações na área da Saúde à Cultura.

No bairro Bom Jardim, a candidata pelo PT, Luizianne Lins, prometeu ampliar o número de Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte, os Cucas, dos atuais quatro para 12. Na ocasião, ela voltou a reafirmar que continuará utilizando a imagem do governador Camilo Santana (PT) em seu material de campanha, mesmo diante dos acenos recentes do gestor ao candidato do PDT, Sarto Nogueira.

"O governador tem uma parceria administrativa com o atual prefeito e tem a responsabilidade política de ter uma parceria com quem for eleito. Eu tenho uma parceria partidária com ele, que está no PT", destacou.

O candidato pelo PSL, Heitor Freire, também esteve no mesmo bairro. Ele prometeu levar um hospital para a região e criticou as dificuldades enfrentadas pela população do bairro.

"É um absurdo um dos lugares mais populosos de Fortaleza, como o grande Bom Jardim, não ter um hospital para atender a população", afirmou.

Ontem, sem a presença de Sarto, o candidato a vice na chapa, Élcio Batista (PSB), e o prefeito Roberto Cláudio (PDT) realizaram um 'bicicletaço', do Cocó até Av. Beira-Mar, para defender ações de mobilidade urbana.

Já o candidato Capitão Wagner (Pros) apostou em uma carreata no bairro Presidente Kennedy pela manhã. Ele ressaltou apoio do presidente Jair Bolsonaro a sua candidatura. "A gente fica muito feliz com o aceno do presidente, do Governo Federal, de que vai estar do nosso lado. Isso facilita a gestão da cidade", disse.

Anízio Melo (PCdoB) esteve no bairro Autran Nunes, visitando líderes comunitários. Por lá, ele prometeu fortalecer ações na periferia. "Precisamos tirar nossas periferias da exclusão social", destacou.

O postulante pelo Psol, Renato Roseno, foi à Sabiaguaba para participar de uma roda de conversa e ouvir demandas de moradores. No local, ele defendeu o direito à moradia. "A prefeitura deveria garantir moradia e proteger a área", ressaltou.

Samuel Braga (Patriota) foi à comunidade do Titanzinho, no bairro Serviluz, onde realizou uma caminhada e apresentou propostas a moradores.

Célio Studart esteve no Centro e defendeu a requalificação do local e projetos para pessoas em situação de rua: "Vou requalificar o Centro para que ele volte a ser um espaço amado. Precisamos cuidar das ruas, dos resíduos espalhados e dos equipamentos públicos".

Heitor Férrer se reuniu com lideranças no Cocó. No evento, ele se comprometeu a ampliar o número de escolas aptas para receber alunos com deficiência e também disse que vai refazer calçadas na cidade para garantir acessibilidade. "Faremos de Fortaleza uma cidade igual para todos", afirmou Férrer.

Paula Colares (UP) e José Loureto (PCO) não cumpriram agenda externa ontem.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados