Câmara Municipal de Fortaleza vota reposição salarial

Projeto de reajuste salarial de servidores e vereadores está na pauta da Câmara Municipal nesta quinta-feira

A Câmara Municipal de Fortaleza vota, nesta quinta-feira (21), a proposta da Mesa Diretora de reajustar os salários dos servidores e vereadores da Casa em 3,71%. A deliberação acontece um dia depois de a Comissão Conjunta de Legislação e Orçamento da Casa rejeitar a proposição de emenda do vereador Odécio Carneiro (SD) que excluía os vereadores da proposta da Mesa Diretora de reposição salarial dos servidores do Legislativo.

A rejeição foi endossada por todos os integrantes do colegiado conjunto, com exceção da vereadora Priscila Costa (PRTB), que optou por se abster. A negativa quanto à propositura de Odécio foi uma recomendação do relator da emenda, o vereador Márcio Cruz (PSD). De acordo com o relatório do vereador, a sugestão de Odécio viola princípios constitucionais, da Lei Orgânica do Município (LOM) e, ainda, votos de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

"Tal proposição cria distinção e fere de morte o princípio da isonomia e viola frontalmente o mandamento expresso (na Constituição)", escreve o vereador em seu voto pela rejeição da proposição, referindo-se a trecho da Carta Magna que assegura a revisão geral e anual dos salários aos servidores da Casa, sem distinção dos índices utilizados.

Reposição

Pela proposta da Mesa Diretora, parlamentares e servidores terão um aumento nominal de 3,71% nos vencimentos, mesmo percentual concedido aos servidores do Executivo municipal este ano.

De acordo com parlamentares que defendem o texto, não deveria haver polêmica na matéria, já que se trata apenas de uma reposição inflacionária, sem ganho real, estando o salário dos vereadores ainda bem abaixo do texto constitucional, de 75% do que ganha um deputado estadual. A reposição salarial dos vereadores da Câmara Municipal era defendida por grande parte dos parlamentares da Casa. Entretanto, vários deles optaram por não gravar entrevistas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados