A partir de junho, CFO passará a acolher pacientes com sintomas mais leves de Covid-19

As internações no local serão voluntárias e destinadas a moradores de áreas mais vulneráveis e adensadas em Fortaleza, informou o prefeito Roberto Cláudio

Legenda: CFO vai ser cedido pelo Governo do Estado para atender pacientes com sintomas mais leves da Covid-19
Foto: Foto: Kiko Silva

A partir do mês de junho, o Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO), erguido no bairro Castelão, deve se transformar em uma unidade de acolhimento para pacientes com sintomas mais leves da Covid-19 no Ceará.

> Coronavírus: CFO será utilizado para atendimento de pacientes em Fortaleza

As internações serão voluntárias e voltadas principalmente aos moradores de áreas mais vulneráveis e com maior adensamento, onde a disseminação do vírus tende a ser maior. A informação foi divulgada pelo prefeito Roberto Cláudio na noite desta quinta-feira (28), por meio de uma transmissão ao vivo nas redes sociais.  

O CFO é um equipamento público pertencente ao Governo do Estado e vai ser, portanto, cedido "para sediar o que será uma unidade de acolhimento para pacientes que positivam para Covid-19, de áreas mais vulneraveis e que há a indicação dessa quarentena ser cumprida fora de casa. Isso tudo para evitar que pacientes que tenham a positivação dos testes e sintomas mais leves não permaneçam em ambiente familiar pra não contaminarem os demais", afirmou o prefeito.

A identificação de cada paciente será realizada pelo Programa de Saúde da Família, que irá recomendar a internação. "O que acaba sendo mais seguro para o próprio paciente, que será assistido e monitorado, e também será positivo para a própria família e comunidade, que evitará um risco maior de disseminação e contaminação da doença".  

A escolha do prédio para o acolhimento dos pacientes foi aprovada nesta quinta-feira (28), após visita realizada pela Prefeitura de Fortaleza em conjunto com uma equipe de saúde do Governo do Estado do Ceará e representantes do Instituto da Primeira Infância (Iprede). 

O CFO foi construído em 2013, pensando inicialmente para ser utilizado por atletas cearenses. 

100% de ocupação em leitos de UTI

O Frotinha do Antônio Bezerra e o Hospital da Mulher, assim como está previsto para o CFO, já vêm dando suporte no tratamento de pacientes com Covid-19.  

De acordo com prefeito Roberto Cláudio, as duas mais novas unidades de saúde voltadas para o tratamento da doença já se encontram com 100% de seus leitos de Unidade de Terapia (UTI) ocupados. Os leitos de enfermarias de ambas também já estão com taxas de ocupação variando entre 80% e 90%. 

"Os dois cumprindo um papel complementar muito importante e especialmente o Frotinha do Antônio Bezerra, assistindo a um vazio assistencial naquela área do Antônio Bezerra, Quintino Cunha, descendo um pouco pro Autran Nunes. É uma área, inclusive, de fronteira com Caucaia".

Estado de isolamento social deve continuar

Ainda que o início da implementação do plano de retomada da economia no Ceará já tenha início a partir desta segunda-feira (1º), o estado de isolamento social em Fortaleza deve continuar, conforme anunciou o prefeito Roberto Cláudio no fim da tarde de hoje, por meio de outra transmissão ao vivo nas redes sociais. O planejamento formulado pelo Governo do Estado foi divulgado por Camilo Santana também nesta quinta

"A gente não está saindo de um isolamento social rígido pra uma abertura das atividades de forma regular e cotidiana. A gente vai continuar em estado de isolamento social. É muito importante a população inteira entender que a gente só está conseguindo reduzir novos casos nos postos de saúde, novos casos nas UPAs, uma redução do encaminhamento para UTIs e leitos de internação, uma tendência de redução dos óbitos graças ao cumprimento do isolamento social. Isso vem acontecendo desde março e permitindo que muitas vidas sejam salvas", pontuou. 

Roberto Cláudio explicou que este primeiro momento de retorno das atividades econômicas será como um monitoramento de todo o processo, observando sempre as consequências para o controle da epidemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) na capital. Esse foi o mesmo tom adotado pelo governador Camilo Santana e o secretário da Saúde Dr. Cabeto no anúncio do plano de transição para retomada da economia, nesta tarde.

Mais de 37,8 mil casos de Covid-19 no Ceará

O número de casos confirmados da Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 chegou a 37.821 no Ceará, de acordo com os dados da plataforma IntegraSUS, atualizados às 18h04 desta quinta pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Em comparação ao informe divulgado às 17h21 do dia anterior, foram 546 casos a mais. 

Já em relação ao número de óbitos causados da doença, foram contabilizados  2.733, 62 a mais que o número notificado ontem (27). Nem todos os casos e mortes, porém, foram registrados nas últimas 24h. Nesse informe há registros de dias anteriores que só foram confirmados agora. 

Os dados também mostram que 24.979 pessoas se recuperaram da Covid-19. Em comparação ao último informe do IntegraSUS, foram 63 pacientes a mais que receberam alta hospitalar ou ficaram livres da doença.

Capital

Fortaleza se mantém como a cidade com maior circulação do novo coronavírus, acumulando 21.328 confirmações e 1.804 óbitos pela doença. Em seguida, estão Caucaia e Sobral, que contabilizam 1.279 e 1.186 casos, respectivamente. 

Mortes por Covid-19 em Fortaleza

A letalidade da doença, no momento, é de 7,2%. Em todo o Estado, 46.895 casos estão em investigação e  92.342 pessoas já foram testadas.