65% dos novos conselheiros tutelares de Fortaleza são filiados a partidos; veja a lista

O Núcleo de Dados do Sistema Verdes Mares verificou a filiação partidária dos novos conselheiros junto ao Tribunal Superior Eleitoral

Legenda: Conselheiro tutelar eleito em 2º lugar, Marcos Farias (à dir.), com o ex-deputado federal Ronaldo Martins e o deputado estadual David Durand, todos do Republicanos, antigo PRB.
Foto: Reprodução/Facebook

A influência partidária nas eleições para o Conselho Tutelar em Fortaleza não se resumiu ao apoio de políticos com mandato, criticado pelo Ministério Público do Estado (MPCE). Levantamento do Núcleo de Dados do Sistema Verdes Mares identificou que, entre os 40 conselheiros tutelares eleitos, 26 têm filiação a algum partido político, já disputou eleição política ou, até mesmo, preside agremiação partidária.  

Os dois candidatos mais bem votados, Irene Lima e Marcos Farias, são filiados ao Republicanos, ex-PRB, desde 2007, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  

Comissão descarta anular votação do Conselho Tutelar em Fortaleza

O partido é o mesmo do ex-deputado federal Ronaldo Martins e do vereador de Fortaleza Carlos Dutra, de quem Marcos Farias é chefe de gabinete e com quem, tanto Marcos como Irene, têm fotos e outros registros em atividades na Igreja Universal do Reino de Deus.  

Quarta colocada na lista, a conselheira eleita Elvira Evangelista é esposa do vereador de Fortaleza, Emanuel Acrízio (PRP) e filiada, desde 1995, ao PSB. 

Há, inclusive, presidente de partido na lista de eleitos. A nova conselheira tutelar Eneylandia Rabelo é a atual presidente estadual do Partido da Mulher Brasileira (PMB). Além dela, o partido reelegeu outra filiada, a ex-presidente da sigla, Magda Costa, que, em 2016, foi eleita suplente de vereador na Capital.   

Ministério Público 

A promotora do MPCE que atua na fiscalização do Conselho Tutelar e do processo eleitoral, Antônia Lima, voltou a criticar influências políticas e religiosas no pleito.  

"Houve políticos que passaram o dia dentro dos colégios. A própria presença dele já é indutora do voto. O que mais se desejou - e para isso o MP expediu uma recomendação aos partidos políticos e às igrejas, foi que se abstivessem de escolher um candidato para apoiar", ressalta Antônia. 

Eleição do Conselho Tutelar: a disputa que ainda não terminou

Para ela, a participação seria bem-vinda desde que focasse em informar à população sobre para que serve o Conselho Tutelar, como atuar e como pode ser acionado, por exemplo. Durante a campanha, o MPCE publicou diversas recomendações proibindo políticos de realizar propaganda de candidatos. 

Dentre as recomendações do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (Comdica), responsável pelo processo eleitoral, é considerado conduta vedada “usar símbolos, frases ou imagens, associada ou semelhantes as empregadas por órgão de governo, empresa pública, políticos do governo municipal, estadual ou federal, de campanhas ou eleitos ou sociedades de economia mista”. 

A partir desta quarta-feira (9), o Comdica começa a receber recursos contra o resultado do Conselho Tutelar. A Comissão Especial Organizadora, que envolve membros do MPCE e de outros órgãos, analisa uma série de outras denúncias durante o processo. O resultado deve ser anunciado até o final de outubro. 

Confira a lista completa: 

Irene Lima 
1° Lugar / 3.467 votos 
Republicanos (EX-PRB) desde 2007 

Marcos Farias 
2° Lugar / 3.144 votos 
Republicanos (EX-PRB) desde 2007 

Andresa Kuki 
3° Lugar / 2.527 votos 
PV desde 2014 

Elvira Evangelista 
4° Lugar / 2.527 votos 
PSB desde 1995 

Marcos Paulo 
11° Lugar / 1.748 votos 
Cidadania desde 2015 
Filiações anteriores: PMN (1996) e Patriota (2007) 

Germana 
12° Lugar / 1.742 
Pros desde 2018 
Filiações anteriores: Cidadania (2015) e Podemos (2016) 

Danilo Ribeiro 
13° Lugar / 1.697 votos 
Patriota desde 2017  
Filiações anteriores: PDT (2004) 

Renata Feitosa 
14° Lugar / 1.647 votos 
PSB desde 2012 

David Felix 
15° Lugar / 1.605 votos 
DEM desde 2007 

Tiago Simões 
17° Lugar / 1.416 votos 
PT desde 2008 

Francisco Ivanilson 
20° Lugar / 1.363 votos 
PSB desde 2001 

Jocelio Silva 
21° Lugar / 1.346 votos 
PCdoB desde 1995 

Rubens Sá 
23° Lugar / 1.287 votos 
Podemos desde 2005 

Nereide Alves 
25° Lugar / 1.232 votos 
Podemos desde 2007 (ex-PTN) 
Foi eleita vereadora suplente em 2008 

Gilvanda Moreira 
26° Lugar / 1.210 votos 
PCdoB desde 2015 
Filiações anteriores: Avante (2007), Cidadania (1997) e MDB (2004) 

Fatima Silva 
27° Lugar / 1.154 votos 
Patriota desde 2018 
Foi candidata a deputada federal em 2018 
Filiações anteriores: MDB (2015) e Podemos (2011) 

Fatinha 
28° Lugar / 1.151 votos 
PSB desde 2011 

Fernanda Paula 
29° Lugar / 1.122 votos 
MDB desde 2015 

Katia Vieira 
31° Lugar / 1.096 votos 
PSDB desde 2002 

Valmar Mazinho 
33° Lugar / 1.094 votos 
PSB desde 1995 

Junior 
34° Lugar / 1.079 votos 
PT desde 2004 

Eneylandia Rabelo 
35° Lugar / 1.062 votos 
PMB desde 2018 
Atual presidente do PMB 

Rodrigo Cabral 
36° Lugar / 1.051 votos 
PSD desde 2015 

Anezio Brito 
38° Lugar / 1.041 votos 
Pros desde 2016 

Magda Costa 
39° Lugar / 1.024 votos 
PMB desde 2015  
Filiações anteriores: Cidadania (2000) 
Ex-presidente estadual do PMB 
Vereadora suplente em Fortaleza 

Celinho Sampaio 
40° Lugar / 1.017 votos 
Pros desde 2016 
Filiações anteriores: PT (1987) 
Foi candidato a vereador em 2016 

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral / Núcleo de Dados do Sistema Verdes Mares