Procurador é preso pela PF sob suspeita de atacar juíza em sede de tribunal

A juíza teve seu gabinete invadido pelo procurador da Fazenda Nacional Matheus Carneiro Assunção, que teria acertado uma facada no pescoço da magistrada

Um procurador da Fazenda foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira (3) sob suspeita de atacar uma juíza na sede do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), em São Paulo.

O suspeito foi detido no local, na avenida Paulista, e levado nesta noite para a sede da PF, na zona oeste da capital paulista. A informação foi revelada pelo site Conjur. 

Segundo a PF, as circunstâncias do caso ainda estão sendo apuradas.

Procurada, a assessoria do tribunal informou apenas que a juíza Louise Filgueiras, vítima do episódio, passa bem. 

O Conjur diz que ela teve seu gabinete invadido pelo procurador da Fazenda Nacional Matheus Carneiro Assunção, que teria acertado uma facada no pescoço da juíza. O ferimento, porém, foi leve. 

Louise havia sido convocada para substituir um desembargador de férias.

O episódio ocorre em meio ao choque da classe jurídica depois de declarações do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que disse ter planejado matar o ministro do STF Gilmar Mendes em 2017.

Na semana passada, Janot disse a veículos de imprensa que chegou a entrar uma vez no Supremo Tribunal Federal armado com uma pistola com a intenção de assassinar Gilmar, por causa de insinuações que ele teria feito sobre sua filha. 

O ex-PGR afirmou que "só não houve o gesto extremo porque, no instante decisivo, a mão invisível do bom senso tocou meu ombro e disse: não".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados