Modelo Nájila Trindade volta a depor sobre divulgação de imagens íntimas por Neymar

Segundo o jogador, um membro do staff e um técnico de informática é quem seriam os responsáveis pelo vazamento

Legenda: Najila acusou o atacante Neymar de estupro
Foto: Foto: Reprodução

A modelo Nájila Trindade esteve nesta quarta-feira (11) na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, para prestar depoimento a respeito da denúncia de divulgação de suas fotos íntimas na internet, contra o jogador de futebol Neymar. 

A denunciante esteve na delegacia por volta das 14h15 e depôs por cerca de 40 minutos. "Minha vida está devastada. Quem comete um crime público é bem capaz de cometer um crime privado. Já conseguiram provar que eu não fui violentada nem nada, mas não conseguiram indiciar ele por esse crime que ele fez. Ele tá trabalhando igual no futebol: driblando e caindo", declarou Nájila à imprensa. 

Segundo informações do jornal O Globo, Nájila precisou responder à polícia quatro perguntas: se ela era a pessoa nas fotografias divulgadas por Neymar; se ela autorizou a divulgação das imagens e conversas por outra pessoa; se era ela a pessoa conversando com o jogador; e como soube do vazamento dos diálogos.

A denúncia sobre a divulgação das imagens corre no Rio de Janeiro porque Neymar estava com a Seleção Brasileira na Granja Comary, em Teresópolis, quando foi postado um vídeo da defesa em suas redes sociais. Ele declarou que a divulgação do material foi feita por um integrante do seu staff e um técnico de informática. 

Já a acusação sobre o estupro é conduzida pela Polícia Civil em São Paulo. Nesta terça-feira (10), Nájila foi indiciada por fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão. O ex-marido da modelo, Estiven Alves, também foi denunciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico. 

 

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo do Brasil?