Governo anuncia suspensão nas operações contra desmatamento na Amazônia e às queimadas no Pantanal

Após cortes de mais de R$ 60 milhões, Ministério do Meio Ambiente anunciou, em nota, paralisação de todas as atividades das duas operações

fotografia de queimada na Amazônia
Legenda: Operações na Amazônia e no Pantanal serão totalmente paralisadas
Foto: AFP

Em nota divulgada nesta sexta-feira (28), o Ministério do Meio Ambiente anunciou a suspensão de todas as operações contra o desmatamento na Amazônia Legal e queimadas no Pantanal a partir da próxima segunda-feira (31), após o bloqueio de mais de R$ 60 milhões ao do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Segundo a nota, a decisão foi da Secretaria de Governo (SEGOV) e da Casa Civil da Presidência da República e foi anunciado pelo secretário Esteves Colnago, do Ministério da Economia.

Além do corte atual, outros R$ 120 milhões já estavam previstos como bloqueados para as atividades dos órgãos em 2021. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, foram cortados R$ 20,9 milhões do Ibama e R$ 39,7 milhões do ICMBio. 

Na próxima segunda-feira, serão suspensos, nas atividades contra o desmatamento na Amazônia, 77 inspetores, 48 viaturas, dois helicópteros do Ibama, e 324 fiscais do ICMBio. 

Já nas atividades no Pantanal, serão desmobilizados 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, dez caminhões e quatro helicópteros do Ibama, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves do ICMBio. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil