Ex-chanceler de Dilma vai cuidar da embaixada do Brasil no Egito

Senado aprova indicação de Antonio de Aguiar Patriota para embaixador do Brasil no Egito e na Eritreia

Legenda: Antonio de Aguiar Patriota vai trocar a embaixada do Brasil na Itália pela a do Egito
Foto: Foto: Agência Brasil

O  Senado aprovou, nesta terça-feira,  a indicação de Antonio de Aguiar Patriota para embaixador do Brasil junto à República Árabe do Egito e, cumulativamente, ao Estado da Eritreia. A indicação teve 64 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções. 

Com 65 anos, Patriota é o atual embaixador do Brasil para a Itália e foi chanceler entre 1º de janeiro de 2011 e 26 de agosto de 2013, durante o primeiro mandato de Dilma Rousseff.

Jordânia


O diplomata Ruy Pacheco de Azevedo Amaral teve a nomeação como embaixador do Brasil no Reino Haxemita da Jordânia aprovada com 54 votos favoráveis, 2 contrários e 1 abstenção. 

Além da indicação de Patriota, o Senado também aprovou outras indicações para cargos diplomáticos.

Jordânia
O diplomata Ruy Pacheco de Azevedo Amaral teve a nomeação como embaixador do Brasil no Reino Haxemita da Jordânia aprovada com 54 votos favoráveis, 2 contrários e 1 abstenção. 

Santa Sé e Malta
Foi aprovada em Plenário, com 47 votos favoráveis e 2 abstenções, a indicação do diplomata Henrique da Silveira Sardinha Pinto para a embaixada do Brasil junto à Santa Sé e, cumulativamente, à Ordem Soberana e Militar de Malta. 

Unesco
Com 48 votos favoráveis e 2 abstenções, o Plenário aprovou a indicação do diplomata Santiago Irazabal Mourão para exercer o cargo de Delegado Permanente do Brasil junto à Unesco. 

Comunidade de Língua Portuguesa
Senado aprova com 56 votos favoráveis, 2 contrários e três abstenções, a indicação do diplomata Pedro Fernando Brêtas Bastos para Representante Permanente do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).