Em Brasília, Cândido Albuquerque toma posse como novo reitor da UFC

O ex-diretor da Faculdade de Direito foi o candidato menos votado na consulta à comunidade acadêmica

Legenda: Solenidade de posse ocorreu no auditório do Ministério da Educação (MEC), com presença do ministro Abraham Weintraub.
Foto: Foto: Gabriel Jabur/MEC

Foi realizada na noite desta quinta-feira  (22), na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília, a posse do advogado e professor José Cândido Lustosa Bittencourt de Albuquerque como novo reitor da Universidade Federal Ceará (UFC), para o mandato 2019-2023. Depois da cerimônia de posse no MEC, fechada à impensa, será agendado o processo de transmissão do cargo, em Fortaleza.

A nomeação de Albuquerque para o cargo foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União da última segunda-feira (19), assinada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Ele foi o último colocado na consulta à comunidade acadêmica da UFC, mas teve seu nome garantido na lista tríplice enviada ao Governo Federal.   

Em um discurso curto durante a cerimônia reservada para convidados, o novo reitor ressaltou que deve conduzir sua gestão voltada a um melhor alinhamento com o MEC. Ele também se mostrou interessado em aderir ao programa Future-se. 

Cândido compôs a lista dos candidatos ao lado dos professores Custódio de Almeida, atual vice-reitor da UFC, e Maria Elias Soares, que substituiu Antonio Gomes de Souza Filho, que renunciou à candidatura. Com 610 votos, o advogado e professor foi o candidato menos votado da lista tríplice formada na consulta à comunidade acadêmica, enviada há mais de dois meses ao presidente. O mais votado, Custódio, teve 7.772 votos, enquanto o segundo colocado, Antônio Gomes, recebeu 3.499 votos.

A gestão de Cândido Albuquerque sucede à do Prof. Henry de Holanda Campos, que assumiu o cargo em 2015.

Protestos

Na noite de terça-feira (20), alunos, professores e servidores da universidade fecharam o cruzamento das avenidas 13 de Maio e da Universidade em protesto contra a escolha do advogado como novo reitor da instituição.

Cândido vem sofrendo críticas da comunidade acadêmica por manter alguma aproximação ideológica com Bolsonaro, mas, em entrevista após a nomeação, minimizou a rejeição a sua gestão."É um número muito pequeno de pessoas contra. A Universidade é plural. É claro que há uma insatisfação, não existe unanimidade", afirmou o novo reitor ao Diário do Nordeste.

Perfil

Advogado e, até então, diretor da Faculdade de Direito, Albuquerque é mestre em Ordem Jurídica Constitucional pela UFC (2009) e doutor em Educação Brasileira, também pela UFC (2016).

É docente da UFC desde 1991, lecionando a disciplina Direito Penal na graduação e na pós-graduação. Foi chefe do Departamento de Direito Público da Faculdade de Direito de 1998 a 2002 e 2008 a 2011 e coordenador do Núcleo de Prática Jurídica da UFC em 2010 e 2011.

Foi, ainda, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Ceará, no triênio 1995-1997, conselheiro Federal da OAB, eleito para o triênio 2013-2015, além de sócio-fundador do escritório Cândido Albuquerque Advogados Associados, sediado em Fortaleza desde 1981, dentre outros cargos.

Você tem interesse em receber mais conteúdo do Brasil?