Dois atiradores matam pelo menos 8 e depois se suicidam em escola de São Paulo

Pelos menos cinco das vítimas eram estudantes e outra trabalhava na Escola Estadual Raul Brasil

Legenda: O governador de São Paulo, João Doria, foi à escola de helicóptero com os secretários de educação e segurança do estado
Foto: Reprodução/TV Globo

Dois atiradores invadiram uma escola encapuzados e mataram pelo menos 8 pessoas na cidade de Suzano, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13). Em seguida, de acordo com a Polícia, eles cometeram suicídio. Outros 10 ficaram feridos.

Dos oito assassinados, seis eram estudantes do Ensino Médio - quatro morreram no local e dois após serem hospitalizados - e duas eram funcionárias da Escola Estadual Raul Brasil. .

Os atiradores são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos. As identidades dos dois foram divulgadas pela polícia de São Paulo.

 

Imagens de câmeras de segurança também mostram o momento em que os dois adolescentes chegam ao local em um carro. Eles entram na escola e logo depois cometem os crimes.

Seis unidades de resgate do Corpo de Bombeiros, três do Samu, dois do suporte avançado e dois helicópteros águia foram acionados.

O governador de São Paulo, João Doria, foi à escola de helicóptero com os secretários de educação e segurança do estado.

Legenda: Seis unidades de resgate do Corpo de Bombeiros, três do Samu, dois do suporte avançado e dois helicópteros águia foram acionados
Foto: Reprodução

Relato de estudante: criminosos estavam com arma e faca

O estudante Rosni Marcelo Grotliwed, de 15 anos, disse ao G1 que o ataque ocorreu durante o intervalo e que um dos criminosos tinha uma arma e outro, uma faca.

A gente estava na merenda e comendo normal e escutamos 'três pipocos'(...). Os caras vieram atrás de nós e começou a matar muita gente. Mas o pente dele descarregou e foi na hora que a gente correu

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados