Corpo de Carmen Silva é enterrado

Legenda:
Foto:
Porto Alegre. O corpo da atriz Carmen Silva foi enterrado às 18h30 de ontem, no cemitério Irmandade Arcanjo São Miguel e Almas, em Porto Alegre (RS), onde estava sendo velado desde as 14h. A atriz morreu ontem, aos 92 anos, conforme informou o Sistema de Saúde da Madre de Deus.

O hospital se negou a fornecer informações sobre as causas da morte da atriz. Mas na certidão de óbito de Silva, assinada pelo médico Marco Aurélio Pederiva, consta ´pielonefrite´ (processo infeccioso que envolve os rins, normalmente causada por bactérias que migram até eles, vindas da bexiga) como a causa da morte.

Silva fez sucesso por seu papel como Flora na novela ´Mulheres Apaixonadas´ (2003), do autor Manoel Carlos.

Ela contracenava com o ator Oswaldo Louzada, que morreu em 22 de fevereiro deste ano. Ambos faziam um casal de idosos que sofriam maus-tratos da neta, Dóris, interpretada por Regiane Alves.

Biografia

Nascida no dia 5 de abril de 1916, em Pelotas (RS), como Maria Amália Feijó, começou a atuar em peças de teatro, com o nome artístico de Carmen Silva. Depois percorreria o Brasil como autora, produtora e intérprete de peças de radionovelas e teatro e mais tarde atriz de cinema e televisão. Além de trabalhar no cinema, atuou em 27 novelas e seriados. Em 1973, Carmen Silva ganhou o cobiçado Prêmio Molière por sua interpretação na peça ´Mais Quero um Asno que me Carregue que Cavalo que me Derrube´.
Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil