Redes Disponíveis

Nesta época de progresso tecnológico, a sociedade tem a seu serviço várias espécies de comunicação, a favor das pessoas e classes. Há uma robusta oferta de modos para que a cidadania se veja altaneira, protegida pelo expressivo sentimento de ser cuidada de anomalias, que a tem posto numa abominável condição de refém do mal.

Sabe-se estar a administração voltada à Segurança Pública neste Estado do Ceará, procurando se desincumbir do que lhe é próprio fazer, na efetiva proteção à sociedade civil, livrando-a de atitudes marginais à lei, como as que vilipendiam mínima qualidade de vida da população. Mas, isso não tem bastado à consecução de ordem e paz que se pretende alcançar.

Ultimamente, o destaque é termos clara utilidade da comunicação, através das redes sociais, a tornar mais sólida nossa sociedade, augurando-lhe o melhor dos desenvolvimentos, ofertando segurança necessária ao mesmo fim que perseguem os países que se abalançam em estar no primeiro mundo.

É inconcebível que a administração pública, em qualquer nível, sinta-se amarrada a inúmeros meios que têm sido empregados pelos que são avessos à obediência civil, mais ainda quando se revestem de atos de singular agressividade, com clara aparência de estarmos num estado de guerra. 

A administração deve gerir e impor medidas necessárias ao melhor controle social, nesse incluindo-se o monitoramento dos que estão sob o efeito de determinação judicial – sub judice –, entregues aos cuidados do Estado, com diversos fins, inclusive o de garantir as efetivas e eficazes reprimendas que lhes foram impostas. A participação cidadã deve notar-se nesse ensejo, fazendo uso de todas as redes de que dispuser, no sentido único de colaborar no controle dessas espécies. Usemo-las, sendo mais patriotas, e colaborando para termos uma sociedade mais adequada ao bom convívio. 


Categorias Relacionadas