Empatar é a especialidade do Ceará e Fortaleza perde a segunda na Copa do Brasil

Noite de quarta-feira (28) não foi de bons resultados para o futebol cearense

Legenda: Ceará empatou mais uma na Série A e Fortaleza foi derrotado pelo Galo
Foto: Israel Simonton/Cearasc e Kid Junior/SVM

Apesar de ter uma chance com Mendonça, no inicio do jogo, o Ceará especulou, em uma postura mais retraída, para saber o que o Bahia trazia na sacola. De fato, o tricolor veio com uma mobilidade maior, a partir de jogadores de boa movimentação, como Padrick, Daniel, Raí e Nino, este como autêntico extrema, pela direita.

Foi em uma finalização de Nino, que a bola tocou no travessão de João Ricardo, a melhor chance do Bahia. Mas, a etapa inicial não teve bom futebol.

Como que para compensar isso, Bahia e Ceará marcaram dois gols em 11 minutos do segundo tempo: Mendonça finalizou, depois de receber belo passe de Vina, e Gilberto empatou a seguir, com um golaço.

O jogo foi mais igual, embora Raí tenha tido a grande chance para o Bahia, logo após o gol de empate.

Se o 1 X 1 não foi bom para os dois, não se ouviu choro por isso.

FORTALEZA PERDEU A SEGUNDA

Fortaleza e Atlético Mineiro foram a campo, com formações bastante alteradas e ausências de jogadores importantes.

O time mineiro fez um 3-4-3, que acabou desaguando na formação de um cinturão defensivo de cinco, uma linha de três mais à frente e Vargas e Diego Costa adiantados.
Essa arquitetura tática truncou as ações do Fortaleza, ensejando ao tricolor apenas uma jogada ofensiva de efeito, com David.

Apesar da boa disposição para atacar, as tentativas do time do Vojvoda não conseguiram situações claras para finalizações.

Veio o segundo tempo e um erro de Ronald pegou o Fortaleza adiantado, de calças curtas, para impedir o gol de Diego Costa, em um preciso passe de Vargas.
Para o Atlético, que veio predisposto a amornar o jogo, foi o que melhor podia ter acontecido.

Veio a hora do recreio, para as intermináveis alterações de lado a lado, Titi cometeu um pênalti, que Hulk transformou no segundo tento atleticano, e Romarinho, aos 45, diminuiu para o Fortaleza, debaixo de aplausos de uma torcida feliz, apesar da derrota.

Os Atléticos de Minas e Paraná é que decidirão a Copa do Brasil.