Genival Lacerda foi zagueiro do Treze, seu time do coração

Cantor morreu de Covid-19 nessa quinta-feira (7). Participação no futebol foi em curto período, entre 1949 e 1951

Foto: Reprodução/TV Globo

Genival Lacerda foi uma das mais de 200 mil vítimas de Covid-19 no Brasil desde fevereiro de 2019, quando o primeiro caso foi confirmado no País. Lenda do forró, que trouxe mais alegria e irreverência ao gênero musical, o cantor paraibano teve uma relação bem próxima com o futebol. Ele foi zagueiro do seu time do coração, o Treze, entre o fim da década de 1940 é o início da década de 1950. 

A carreira foi curta porque a música prevaleceu em sua vida, principalmente por questões financeiras. Mas sua passagem pelo Galo da Borborema sempre foi lembrada com orgulho por Genival, em 89 anos de vida. 

Legenda: Genival foi enterrado no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, em Campina Grande
Foto: Reprodução / Instagram

Dono de clássicos da música brasileira, como "Severina Xique-Xique", "Quem Dera" é "Mate o Veio", Genival Lacerda entrou no mundo futebolístico no fim dos anos 1940, precisamente em 1949, ficando na equipe até 1951. Era um zagueiro franzino e esteve no clube exatamente no período de transição entre o amadorismo e o profissionalismo. 

Powered by RedCircle

Em uma entrevista à TV Globo, Genival Lacerda explicou que nem chegou a jogar profissionalmente no Treze, atuando apenas na equipe de Aspirantes, que não era profissionalizada à época. 

Como, naqueles anos, o futebol não pagava bem, pelo contrário, diferentemente dos dias atuais, Genival Lacerda preferiu seguir outro caminho, o da música. É, graças a essa mudança de rumo, tornou-se um ícone da música nordestina e brasileira.