Número de voos: Europa se consolida, e Américas seguem fracas

Os voos de/para Fortaleza e Europa definitivamente já se consolidaram como os mais demandados e movimentados no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Atualmente, existem 13 voos semanais nas rotas para Lisboa (Portugal), Paris (França) e Amsterdã (Holanda), com um total de 7,2 mil assentos disponíveis por semana. 

A partir de dezembro, o número de voos semanais sobe para 15, com a entrada da Air Europa para Madri (Espanha). Isso totaliza uma oferta de quase 8,4 mil assentos por semana. Com o lançamento deste destino, Fortaleza passará a disponibilizar 33 mil assentos por mês e quase 400 mil por ano.

Enquanto os destinos europeus só crescem em número de frequências e de turistas, os voos de/para América Latina e Estados Unidos não ganham fôlego. Há hoje apenas 7 voos semanais.

A Latam Brasil mantém 5 voos semanais para Miami (EUA), a Gol um, com frequência semanal para Buenos Aires (Argentina), e mais um da Azul voando semanalmente para Caiena (Guiana Francesa).

Com a parada temporária dos Boeing 737 Max, a Gol voltará a realizar os voos para Miami e Orlando, que já chegaram a ser diários a partir de Fortaleza. Atualmente, a empresa não opera as rotas. A previsão é janeiro de 2020, mas sem ainda sabermos se os voos seriam realizados pelo Max ou por outro Boeing da companhia.

No site da empresa - sem confirmação oficial da Gol -, já estão à venda três vezes por semana voos para Miami (às terças, quintas e sábados) e quatro vezes semanais para Orlando (segundas, quartas, sextas e domingos). 

"Os voos diretos serão normalizados assim que os aviões 737 Max 8 retornem para a operação companhia. A Gol esclarece que está acompanhando de forma intensiva todos os fatos, junto com as autoridades regulatórias, que permitam o retorno das aeronaves às operações regulares", informou a empresa sem precisar quantos voos vai retomar quando os Max forem liberados.   

Além disso, neste ano, perdemos os voos para a Cidade do Panamá (dois semanais) e um para Bogotá (Colômbia) operados pela desvalida Avianca Brasil. Ademais, as promessas da Gol de voar mais vezes por semana para Buenos Aires ainda não se concretizaram e pelo visto ainda estão longe de se tornarem realidade.

Novos Embraer
A produção e a entrega dos jatos E195-E2, da Embraer, continuam a todo vapor. Nesta quinta-feira (21), a Binter, companhia aérea da Espanha, celebrou a incorporação do seu primeiro jato E195-E2 à sua frota em cerimônia em São José dos Campos (SP). 

A empresa é a primeira cliente europeia a receber a maior das três aeronaves da família E-Jets E2 de jatos comerciais. A Binter possui um pedido firme para cinco E195-E2. Além dela, a brasileira Azul segue recebendo os novos aviões. 

Há algumas semanas, a Embraer e a holandesa KLM Cityhopper assinaram acordo para um pedido firme de 21 aeronaves E195-E2, com direito de compra para mais 14 unidades.