Hidrogênio Verde: protagonismo é de Camilo Santana

Quem o diz é o presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante. E mais: 1) Crise política gera temor na economia; 2) Refrigerante São Geraldo faz 45 anos; 3) Estrangeiros em Guaramiranga; 4) Embraer pousa no Canadá

Legenda: O Hidrogênio será a energia do futuro
Foto: Shutterstock

Todo o protagonismo do projeto do Hub do Hidrogênio Verde no Ceará é do governo do Estado. A Fiec, a academia, com a UFC à frente, e a Companhia de Desenvolvimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), da qual é sócio o Porto de Roterdã, são parceiros importantes do empreendimento, que tem atraído a atenção e a intenção de investimento de grandes empresas internacionais. Assinado, Ricardo Cavalcante, presidente da Fiec.

Quem pensa da mesma maneira, e já o proclamou, é o professor Cândido Albuquerque, reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), sob cujo pálio começam a ser desenvolvidos estudos e pesquisas na área da produção Hidrogênio, que será verde pela utilização de energias renováveis – eólica, solar e hidráulica.

Segundo Ricardo Cavalcante, a Fiec aposta, e aposta muito, na viabilidade do Hub, impulsionada pela pronta ação do governador do Estado, Camilo Santana, e do seu secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), engenheiro Maia Júnior, que lideram todo o trabalho de atração do capital nacional e estrangeiro para o Hub do H2V. 

Cavalcante destaca, também, o empenho pessoal do presidente da CIPP S/A, Danilo Serpa, que – com o apoio de sua diretora comercial, Dana Uribe, que representa os holandeses de Roterdã na diretoria da empresa, e dos diretores da Zona de Processamento para a Exportação (ZPE) – participa ativamente das diligências pela atração dos investidores.

Cada um dos parceiros do Governo do Estado no projeto do Hub do Hidrogênio Verde do Ceará tem distintos interesses nessa inovadora proposta. 

A UFC será o centro do desenvolvimento científico qualificador dos profissionais que, efetivamente, nas empresas, cuidarão de separar o oxigênio do hidrogênio por meio da eletrólise. A tecnologia existe, falta agora utilizá-la em escala, e é o que em países mais desenvolvidos já se faz.

Na semana passada, o reitor Cândido Albuquerque, que esteve há 15 dias na Espanha, disse a esta coluna que os europeus “não estão muito distantes de nós”, e é por esta razão que a academia cearense tem e terá papel fundamental no projeto do Hub do H2V.

Por sua vez, a Fiec, que se revelou uma valiosa e eficiente divulgadora do projeto do governo do Estado, tornando-o conhecido das mais altas autoridades da República, mira o seu próprio futuro: todas as empresas, nacionais ou internacionais, que se instalarem no Ceará para produzir Hidrogênio Verde serão, naturalmente, filiadas à Fiec, o que dará à entidade mais força e prestígio do que já tem hoje.

NA ECONOMIA, A CRISE POLÍTICA GERA TEMOR

Veremos como se comportará o mercado (a Bolsa e o dólar) durante o dia de hoje, o último desta semana, diante das manchetes de que Paulo Guedes perdeu ontem quatro secretários que pediram demissão e que, por este e outros motivos, estaria sendo pressionado a deixar o governo.

Se Guedes sair do time do presidente Bolsonaro, estará facilitada a abertura do processo de impeachment do presidente, sonho da oposição e dos seus porta-vozes.

Toda a narrativa do noticiário procedente de Brasília é mais lenha no fogo da crise, que ganhou novos contornos com a possibilidade de o governo, com o apoio do Congresso Nacional, criar um mecanismo que permita furar o teto do gasto público para permitir a concessão de um auxílio de R$ 400 aos beneficiados pelo Bolsa Família, até o fim do ano eleitoral de 2022.

Ontem, a Comissão Especial da Câmara dos Deputados que trata da proposta aprovou-a, permitindo que, sem ferir a Lei do Teto da Meta, o Executivo disponha de R$ 83 bilhões para a concessão do auxílio.

Há uma dura batalha pelo poder. Polarizada entre a extrema esquerda e a extrema direita, essa batalha recrudesce à medida que se aproxima o tempo da eleição – falta menos de um ano.

Quem trabalha e produz está encurralado pela infantaria dos dois extremos. O trabalhador teme pelo seu emprego; o empresário, cauteloso e, também, temeroso, adia investimentos, pelo que a perspectiva de crescimento da economia para 2022 se reduz mês a mês. 
De tudo o que se lê, vê e ouve, emerge a certeza de que não se governa sem o apoio do Centrão no Congresso Nacional. E é o Centrão que, na verdade e neste momento, define o que é e o que não é prioridade na política econômica. 

O Brasil não pode ter eleições de dois em dois anos, pois é isto que agrava os problemas. Se ao menos no Parlamento brasileiro atuassem políticos comprometidos, mesmo, com o interesse nacional, e não com os seus próprios interesses, as crises seriam amenas e de rápida e mais fácil solução. 

Assim, diante do inevitável, resta relaxar e orar a Deus por um final feliz.

EXPOLOG SERÁ EM NOVEMBRO

Vem aí, nos dias 24 e 25 do próximo novembro, a Expolog, que reunirá a Feira Internacional de Logística e o Seminário Internacional de Logística. A edição deste ano, que será a décima sexta, acontecerá deforma híbrida – presencial e online, com seminários transmitidos virtualmente e com a feira ocorrendo via internet. As inscrições para o evento são gratuitas e já foram abertas pelo site www.feiraexpolog.com.br 

Promovido pelo Diário do Nordeste, a Expolog será realizada, conjuntamente, pela Setcarce, Câmara Brasil Portugal no Ceará, Instituto Future e Prática Eventos.

ESTRANGEIROS NA SERRA

Novidade na Serra de Guaramiranga! Estrangeiros descobriram as virtudes do clima e a beleza daquela região, e por isto mesmo já adquiriram e seguem adquirindo lá imóveis residenciais.

Tem sido assim também no condomínio Montserrat, um conjunto de chalés de até 64 m², com aquecimento a gás, que está sendo erguido pela Construtora Brasterra em Guaramiranga.

A Brasterra constrói condomínios, também, em Flexeiras, Porto das Dunas (Aquiraz) e Eusébio.

NATAL NO BS DESIGN

Será a Guinés Eventos, empresa responsável pela decoração natalina do Parque Ibirapuera, em São Paulo, que montará a árvore de Natal, de 15 metros de altura, na Praça do BS Design, cuja programação de Natal será aberta no dia 15 de novembro.

Haverá, diariamente, atrações musicais.

EMBRAER POUSA NO CANADÁ

Boa notícia! A Embraer entregou o primeiro Praetor 500 no Canadá para a AirSprint Private Aviation, empresa canadense de propriedade compartilhada de aeronaves. 

No início deste ano, a companhia canadense converteu dois Legacy 450 em Praetor 500 e, com isTo, terá três Praetor 500 em sua frota, totalizando nove jatos Embraer.
 
O Praetor 500 possui o maior e mais impressionante alcance da categoria, com capacidade de voar 3.340 milhas náuticas (6.186 km), sem escalas. 

Também apresenta desempenho de pista inigualável em condições de neve e chuva. 

A aeronave é uma excelente escolha para a AirSprint poder oferecer voos diretos de centenas de aeroportos de costa a costa no Canadá – com operação na América do Norte, Caribe, América Central, Havaí e Europa.

SÃO GERALDO: 45 ANOS DE BOM SABOR

Está celebrando seus primeiros 45 anos o tradicional refrigerante São Geraldo. Para comemorar o evento com seus consumidores, a empresa, genuinamente cearense, lança a campanha “O Sabor da Nossa História”, que conta com rótulo comemorativo e filme com suas memórias afetivas.

As garrafas com rótulo comemorativo apresentam as cores, os traços e o jeito tipicamente do povo nordestino, e algumas delas poderão ir para casa com o consumidor. 

O produto é limitado e já pode ser adquirido nos distribuidores da indústria espalhados pelo Nordeste.

A interação com os consumidores é peça fundamental da campanha: os fãs do refrigerante são convidados a compartilhar suas histórias com a marca através do site www.osabordanossahistoria.com.br . 

Alguns dos relatos serão selecionados para compor esta e as próximas campanhas.

O surgimento da razão social Cajuína São Geraldo Ltda é datado de 1976, porém sua história se iniciou bem antes, com o nome de José Amâncio de Souza. 

Desde os anos 50, a família de Amâncio já fabricava bebidas na Rua da Conceição, primeiro endereço da empresa em Juazeiro do Norte, no Sul do Ceará.

Os detalhes desse enredo são contados no filme que mostra todo o afinco e dedicação dos seus fundadores.  Para ajudar a contar essa história, a empresa reuniu personagens importantes na construção dessa jornada de sucesso.

Causos, personagens, festas, tradições e manifestações populares se fazem entrelaçadas aos 45 anos da empresa que produz muito mais do que um simples refrigerante. 

A Cajuína São Geraldo produz memórias, afetos e histórias no nordeste brasileiro.

UM DEPOIMENTO

 Do empresário Edson Brok, que produz e exporta banana na Chapada do Apodi, a respeito da Prevent Senior, alvo também da CPI da Covid, em mensagem transmitida a um grupo social:

“Experiência própria: Minha mãe, com 84 anos de idade, teve um AVC e esteve internada em São Paulo num hospital da Prevent Sênior por semanas. Durante sua recuperação, há duas semanas, ela foi acometida pela Covid 19!! Novamente foi internada e tratada pela Prevent Sênior e com poucos dias retornou ao seu lar!”

BOLSAS EM LEVE ALTA

Respiram aliviadas as bolsas do mundo: a gigante chinesa Evergrande, que atua no mercado imobiliário da China, anunciou que pagará hoje US$ 83,5 milhões que deve aos seus credores.

Resultado: as bolsas europeias operam em discreta alta.