Evangelho de hoje (Lc 19, 45-48)

"Está escrito: 'Minha casa será casa de oração".

Naquele tempo: Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os vendedores. E disse: 'Está escrito: 'Minha casa será casa de oração'. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões.' Jesus ensinava todos os dias no Templo. Os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os notáveis do povo procuravam modo de matá-lo. Mas não sabiam o que fazer, porque o povo todo ficava fascinado quando ouvia Jesus falar.  

Reflexão - “Separar o profano do sagrado”

Jesus ia ao templo para adorar o Pai, e ensinar a Sua doutrina àqueles que estivessem lá. O povo, porém, apesar de ficar fascinado com os ensinamentos de Jesus confundia as coisas e usava também o templo para fazer comércio e ser um meio de vida para si. No entanto, Jesus era firme e correto, assim como era compassivo e cheio de ternura. De uma vez por todas Ele quer nos mostrar que não devemos misturar o sagrado com o profano e que para tudo há o seu lugar apropriado. Para nós, fica ao mesmo tempo, a exortação: “a casa de Deus é casa de oração!” A casa, pode significar o ambiente, o local, o lugar onde nos reunimos para orar, mas também e principalmente é, com certeza, o santuário do nosso coração aonde Deus veio morar e onde muitas vezes, nós, misturando as realidades, guardamos coisas que precisam também ser banidas definitivamente de dentro de nós. -  Como você tem se portado na Casa do Senhor, quando está na missa, no grupo de oração, na adoração ao Santíssimo? – O que pode estar confundindo os seus pensamentos e desviando a sua atenção quando você ora? – A sua casa é uma casa de oração? 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO