China abre hoje seu mercado para melão do Ceará

O problema da logística de transporte já foi resolvido: uma linha marítima, partindo do Panamá e escalando Pecém, levará o melão cearense até os portos chineses via Cabo da Boa Esperança, na África do Sul. 

Os governos do Brasil e da China celebram hoje, quarta-feira, 13, às 11h30, em Brasília, um acordo bilateral que abre os dois mercados nacionais para frutas de ambos os países.

A assinatura do acordo é um evento paralelo à reunião dos BRICs - que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - que se realiza na capital brasileira.

Na prática, o mercado chinês será aberto para o melão brasileiro produzido no Nordeste, ao mesmo tempo em que o mercado brasileiro será aberto para a importação de pera e maçã da China.

O presidente da Associação Brasileira de Produtores Exportadortes de Frutas (Abrafrutas), Luiz Roberto Barcelos, informou há poucos instantes a este colunista que o acordo será assinado pela ministra da Agricultura do Brasil, Tereza Cristina, e pelo seu homônimo chinês.

Desde o início deste ano o acordo vinha sendo costurado pela Abrafrutas.

Mais recentemente, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, aportou o apoio oficial do governo brasileiro, esforçlando-se, pessoalmente, junto às autoridades chinesas no sentido de um final feliz que hoje é celebrado.

O acordo é importantíssimo para a fruticultura nordestina. Luiz Roberto Barcelos admite que, em consequência dele, a área plantada será duplicada em muito pouco tempo.

O problema da logística de transporte já foi resolvido: uma linha marítima, partindo do Panamá e escalando Pecém, levará o melão cearense até os portos chineses via Cabo da Boa Esperança, na África do Sul. 

Com fazenda de produção no município de Icapuí, no Sudeste do Ceará, a Agrícola Famosa, da qual Barcelos é sócio e diretor de produção, já fez exportação de melão para a Ásia - mais precisamente para Hong Kong e Tailândia. E tudo funcionou bem. 

O desafio, agora, é vencer os 34 dias de viagem de navio desde o porto do Pecém até os portos da China. Luiz Roberto Barcelos não tem dúvida de que a logística de transporte também funcionará à perfeição.

Para isso, a Agrícola Famosa tem expertise e tecnologia capaz de entregar no prazo e em perfeita condição de consumo melão que exportará para os chineses.