Agrícola Famosa contratará "milhares" neste mês para a safra de melão

Uma boa notícia!

No fim deste mês, a Agrícola Famosa, maior produtora e exportadora de melão do País, com fazenda de produção em Icapuí, iniciará a contratação "de milhares de pessoas" que trabalharão na plantação da sua próxima safra.

É um movimento sazonal que se registra, anualmente, nesta época, nas empresas produtoras de melão.

Quem o anuncia é o empresário Luís Roberto Barcelos, sócio e diretor da Agrícola Famosa.

Ao longo da safra - desde o plantio das sementes, que está sendo iniciado neste maio, até a fase de colheita, que começará em agosto, passando pela embalagem e arrumação dos grandes contêineres frigoríficos para a exportação - a Agrícola chega a mobilizar um time de até oito mil pessoas.

Luís Roberto Barcelos não pode precisar o número de trabalhadores a serem contratados porque ainda não tem definida a demanda dos importadores europeus, que certamente será menor em relação ao ano passado, em virtude da crise causada pela pandemia do coronavírus.

A Agrícola Famosa poderá - para compensar uma possível redução da área plantada de melão em suas fazendas de Icapuí, no Ceará, e Mossoró, no Rio Grande do Norte - ampliar a área cultivada de banana "cavendish" em Tabuleiro de Russas, onde ela dispõe de 400 hectares de excelente solo.

Mas isto também dependerá do tamanho de sua safra de melão.

Tanto a produção de melão quanto a de banana será para a exportação.

GRAN MARQUISE

José Carlos Pontes, presidente financeiro do Grupo Marquise, manda mensagem para esta coluna.

Ele confirma que seu Hotel Gran Marquise, cinco estrelas da Avenida Beira Mar, suspendeu suas atividades no fim de março por causa dos efeitos da pandemia do coronavírus, que atingiu em cheio o setor do turismo.

Mas antecipa: o Gran Marquise será reaberto em agosto, "quando todos esperamos que a crise terá passado, e os turistas já estarão de volta".

BETÂNIA

Maior e mais moderna indústria de laticínios do Nordeste e líder de mercado na região, a cearense Betânia Lácteos está beneficiando leite, também, para as marcas concorrentes Maranguape e Lírio.

Além disso, a Betânia, cujo CEO e sócio é o jovem empresário Bruno Girão, está também captando o excesso de leite produzido no Estado de Pernambuco.

Com um detalhe: sem reduzir o preço pago ao produtor, como informa Jorge Parente, sócio e diretor de Relações Institucionais da Betânia.

BANCOS

Está no balanço do 1º trimestre do Bradesco, cujo lucro foi de R$ 3,7 bilhões:

As despesas com provisões para devedores duvidosos (PDD) chegaram ao montante de R$ 6,7 bilhões.

É um salto de 86,1% no comparativo anual.

Motivo: as incertezas sobre a economia brasileira depois de passada esta pandemia de trágicas consequências.

Resumindo: medo de calote.

DIA DAS MÃES

No próximo domingo, 10, será celebrado o Dia das Mães, segunda maior data de vendas do comércio lojista.

No Ceará, os supermercados e as farmácias são os únicos autorizados a funcionar. Os shoppings centers, não.

Como os consumidores estão sob isolamento social, o comércio amargará mais um prejuízo.

E o governo do Estado, por sua vez, não terá receita do ICMS.