Sobral cria Manual do Investidor para atrair empresas

Sobral estabeleceu um menu de incentivos, entre os quais estes: doação de terreno (em cada um dos seus dois distritos industriais); redução da alíquota do ISS; e cessão de uso de equipamentos e infraestrutura

Capital da região Norte do Ceará, Sobral elaborou e tornou público o Manual do Investidor, cujo objetivo é explícito: atrair novos investimentos para o Município.

Raimundo Inácio Neto, secretário do Desenvolvimento Econômico da Prefeitura sobralense, quer, com o manual, criar um ambiente de negócios virtuoso e voltado para a inclusão social e a geração de oportunidades de trabalho e renda por meio do empreendedorismo, da tecnologia e da inovação.

"Sobral diferencia-se pela alta qualidade do seu capital humano. Temos a melhor educação do Brasil e mais de uma dezena de escolas de ensino superior. Assim, Sobral é um destino para novos investimentos", afirma Inácio Neto.

Para essa atração, o Governo sobralense - liderado pelo jovem prefeito Ivo Gomes, mestre em Direito por Harvard - estabeleceu, com o apoio do Legislativo municipal, um menu de incentivos, entre os quais estes: doação de terreno (em cada um dos seus dois distritos industriais); redução da alíquota do ISS; e cessão de uso de equipamentos e infraestrutura.

Isto quer dizer que quem quiser investir em Sobral ganhará de sua Prefeitura a benfeitoria de infraestrutura do terreno (doado) ocupado pelo seu empreendimento.

É pegar ou largar.

Em tempo: a indústria responde por 21,12% do PIB de Sobral; a agropecuária por apenas 0,92%; o comércio, por 52,43% e os serviços públicos por 19,53%.

Em 2016, o PIB sobralense alcançou R$ 4,12 bilhões.

Diplomados

Foi formada - e diplomada - a primeira turma de Operador de Termelétrica, cujos 30 alunos foram selecionados entre moradores do Município de São Gonçalo do Amarante, onde se localiza o Complexo do Pecém.

Eles participaram de um curso de 400 horas promovido pela Eneva e EDP, que operam ali duas termelétricas, e ministrado por professores do IFCE.

Dos 30 diplomados, 11 já estão empregados.

Apodi

Bateu um recorde a Companhia de Cimento Apodi - empreendimento 50% da família Dias Branco e 50% do gigante cimenteiro grego Titan, o maior do mundo no setor - cuja grande fábrica, localizada no Município de Quixeré, na Chapada do Apodi, completou 501 dias sem qualquer acidente de trabalho.

O desembargador Francisco José Gomes da Silva, do Tribunal Regional do Trabalho, visitou a fábrica e parabenizou seus executivos e colaboradores.

Petrobras

Foi iniciado pela Petrobras o processo de venda de 100% de sua Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III, localizada em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. A diretoria da empresa segue sua política de desinvestimentos para investir no seu "core business": a extração do petróleo. Está correta!

Preocupação

Agropecuaristas de todos os portes estão muito preocupados com a chance de - por falta de chuvas mais fortes nas cabeceiras dos rios Jaguaribe e Salgado - entrar em colapso o Castanhão, que tem só 2,5% da capacidade de represamento, que é de 6,5 bilhões de metros cúbicos de água. Será o fim da irrigação no Baixo Jaguaribe