Evangelho de hoje (Mc 3,31-35)

Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

Naquele tempo, chegaram a mãe de Jesus e seus irmãos. Eles ficaram do lado de fora e mandaram chamá-lo. Havia uma multidão sentada ao redor dele. Então lhe disseram: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora à tua procura”. Ele respondeu: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” E olhando para os que estavam sentados ao seu redor, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos. Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

Reflexão – “somos cristãos, da família de Cristo” 

Jesus tinha consciência de que a Sua primeira Missão era a de alimentar o povo com as revelações do Pai e mostrar a todos que a vontade de Deus é a salvação total do homem, corpo e alma. Por isso, aproveitou aquela oportunidade para dar uma lição preciosa: mais importante que tudo que há no mundo é fazer a vontade do Pai que está no céu. Por essa razão Ele não deixou a multidão de lado para correr ao encontro da sua família, que, possivelmente, deveriam estar preocupados com Ele. Jesus estava convencido de que, naquele momento, a vontade do Pai, era dar dignidade ao homem e inclui-lo como parte da Sua família.  Por isso, apontando para os que estavam à Sua volta, afirmou: “Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. Fazer a vontade do Pai, portanto, é a única condição para que, como Maria, pertençamos à família de Jesus, não pela carne, mas pelo Espírito Santo que nos governa e nos ensina a viver em comunhão com a vontade de Deus. Portanto, se fazemos a vontade do Pai, somos cristãos, da família de Cristo. – Você se considera da família de Jesus? –Você faz a vontade do Pai? – Qual o meio que você usa para saber qual a vontade do Pai para si? - Quem está norteando as suas ações e os seus empreendimentos?  - Você tem deixado lado a sua missão de cristão para atender o chamado do mundo? 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO