Opinião: Richard passa mais segurança que Prass e deve ser mantido no gol do Ceará

O camisa 91 voltou a atuar na equipe principal após mais de um ano e meio

richard
Legenda: Richard e Fernando Prass em aquecimento
Foto: Kid Junior/SVM

Fernando Prass foi pro banco e Richard assumiu a titularidade no gol do Ceará na noite desta quarta-feira (25). Um jogo é pouco para avaliar, mas é fato que no empate em 1 a 1 contra o São Paulo, o camisa 91 passou mais segurança e por isso deve ser mantido para o duelo contra o Vasco, na segunda-feira (30).

Ouça o podcast 'CearáCast'

Richard não teve culpa no gol do adversário. Samuel Xavier, sim. Em nenhum momento o lateral encurtou a distância. Deixou Diego Alves totalmente livre e ainda se abaixou no momento do cabeceio.

Quando exigido, o goleiro de 29 anos foi bem. Fez ao menos três intervenções complicadas e encaixou as bolas mais simples.

Importante destacar que Richard vinha sem ritmo de jogo. A última atuação dele no time principal do Ceará foi há mais de um ano e meio, precisamente no dia 19 de maio de 2019, em Ceará 2x1 Grêmio. Na ocasião, saiu lesionado.

Desde então, foi submetido a séria cirurgia no joelho e passou um bom tempo afastado dos gramados. Quando retornou, ficou no banco para Diogo Silva, ano passado, e Fernando Prass, em 2020.

Contra o São Paulo, não cometeu nenhuma grande falha. Mas é fato que isso pode vir a ocorrer em breve. Goleiro está sempre sujeito a isso. O que não deve ocorrer é cruxificá-lo no primeiro erro.

Esta pode ser a grande oportunidade para Richard.

O torcedor do Ceará espera que ele possa, enfim, se firmar.