Luiz Henrique e Igor Torres: na necessidade, Fortaleza encontra opções para reta final da Série A

Jovens jogadores chamaram atenção em vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba

luiz henrique
Legenda: Meia Luiz Henrique fez bom jogo contra o Coritiba
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Na semana, o próprio Fortaleza, via redes sociais, deu o tom: as cinco partidas restantes no Campeonato Brasileiro eram verdadeiras finais. A primeira delas, contra o Coritiba, foi vencida. O triunfo por 3 a 1, na noite desta quinta-feira (4), teve dois destaques improváveis: o meia Luiz Henrique e o atacante Igor Torres.

Ambos foram muito bem na partida. O curioso é que as oportunidades surgiram por necessidade.

O ex-jogador do Flamengo causou surpresa ao ser novamente escalado como titular. Ganhou a vaga pela baixíssima produção de João Paulo e Mariano Vázquez. Ao contrário do jogo contra o Atlético-MG, em que o Tricolor foi somente para se defender, nesta oportunidade foi possível vê-lo atuando, de fato, como um meia, sua posição de origem.

E ele foi o melhor em campo. Se movimentou, buscou jogo, apareceu para armar o time e fez a bola rodar, sendo peça importantíssima para a virada, sobretudo na excelente assistência para o gol de David, que fez 2x1 ainda no 1º tempo.

Igor Torres

igor torres
Legenda: Igor Torres entrou bem no lugar de Osvaldo
Foto: Bruno Oliveira/Divulgação

Saindo do banco de reservas, Igor Torres também se destacou. Aos 22 minutos, quando Osvaldo sentiu dores musculares, era ele o único atacante de velocidade no banco. Aos 20 anos e com somente 15 minutos jogados no Brasileirão, entrou numa fogueira. E foi bem

Apesar do início tímido e de um erro de finalização na primeira boa oportunidade de gol, fez jogadas de velocidade, mostrou bom 1x1 ao acertar 5 de 7 dribles tentados. Sem Romarinho (machucado) e com a dúvida sobre Osvaldo, ele se credenciou a ser opção mais utilizável para o lado de campo.

Agora, restam quatro jogos. 12 pontos para a definição da permanência na Série A.

Em um elenco curto e com alternativas que não rendem o esperado, os jovens jogadores pedem passagem.