Ceará e Fortaleza têm intenção de realizar jogos em outro estado

Os dois clubes pretendem livrar as datas que restam da fase classificatória do Estadual

classico
Legenda: Ceará e Fortaleza têm preocupação com o calendário por conta da Série A do Campeonato Brasileiro
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Alinhados, Ceará e Fortaleza têm intenção de realizar jogos restantes de cada um dos clubes pela fase classificatória do Campeonato Cearense em outro estado. O Diário do Nordeste apurou, com exclusividade, que ambos deverão pleitear a possibilidade junto a Federação Cearense de Futebol (FCF) em breve.

A medida ganha força pela intenção de Alvinegros e Tricolores em cumprirem os jogos restantes da fase classificatória do Estadual ainda no mês de julho. Ambos ainda têm duas partidas pela frente, sendo um Clássico-Rei. Além disso, o Vovô enfrenta o Barbalha e o Leão o Guarany de Sobral.

A coluna entrou em contato com os presidentes dos clubes, que confirmaram a informação.

"Precisamos encontrar uma solução para o nosso calendário. A gente tem que concluir o Estadual e Copa do Nordeste, se possível, em julho, pois em agosto inicia o Campeonato Brasileiro. Dessa forma, se for preciso, poderemos jogar em outro estado as duas competições. Vamos conversar com a FCF para encontrar um modelo pra isso", admitiu Robinson de Castro, presidente do Ceará.

"Se a gente não puder jogar aqui, que jogue em outro estado. Entendo que o futebol é uma atividade econômica segura, um ambiente controlado. Todo mundo testado várias vezes. Um jogo com 200 pessoas num espaço gigantesco, com todo mundo testado, tem muito menos risco que outras atividades diárias que estão já liberadas. Não sei que ciencia é essa que permite um shopping aberto e um jogo não permite. Se não puder voltar aqui, a gente respeita. E uma decisão técnica do governo, mas podemos jogar em outro local", disse Marcelo Paz, presidente do Fortaleza.

A FCF deve consultar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para saber a possibilidade da realização da proposta.

Nenhum dos dois presidentes confirmou, mas a coluna apurou que Ceará e Fortaleza cogitam também a possibilidade de arcar com os custos de passagens, hospedagens, testes para Covid-19 e demais despesas de Barbalha e Guarany para que os dois possam ter condições de viajar e realizar os jogos pendentes.

O estado ainda não está definido. Porém, há uma projeção de que, nos próximos dias, alguns governadores anunciem a liberação dos jogos de futebol. Os estados que forem autorizados serão analisados pelos clubes.

Há uma possibilidade que as partidas ocorram no local que for escolhido pela CBF como sede única para realização dos jogos restantes da Copa do Nordeste. Além de Fortaleza, Salvador e Recife são as cidades favoritas para esta escolha.

A possibilidade passou a ser cogitada por conta da declaração do governador Camilo Santana (PT), que recentemente disse que não há previsão para retorno de jogos de futebol no Estado do Ceará.