Análise: gols perdidos custam caro ao Fortaleza em empate com o lanterna Goiás

Tricolor enfrentou o lanterna do Brasileirão e, mesmo com atuação abaixo do esperado, teve chances para vencer. Entretanto, pecou nas finalizações e ficou somente no 1 a 1, desperdiçando dois pontos que deixariam o time em situação mais tranquila

fec
Legenda: O Fortaleza fez um 1º tempo abaixo do esperado, cresceu na etapa final, mas não conseguiu vencer o Goiás no Castelão
Foto: Kid Junior/SVM

O Fortaleza desperdiçou dois pontos contra um adversário que tinha a obrigação de vencer. O sentimento do torcedor leonino, sem dúvidas, é este, após o empate em 1 a 1 contra o Goiás, no Castelão, na noite de ontem. Contra o lanterna da competição, o Tricolor não fez um jogo brilhante, mas foi superior. Mesmo assim, acabou desperdiçando chances claras, o que custou caro.

Ouça o podcast 'FortalezaCast'

Powered by RedCircle

Mais uma vez, contra um oponente que joga na defensiva, bem fechado e apostando nos contra-ataques, o Leão do Pici mostra dificuldades para conseguir furar a retranca.

O que se viu no 1º tempo foi um time que teve bem mais posse de bola (68% x 32%), mas apresentou dificuldades em converter o maior volume de jogo em chances reais de gol. Finalizou somente quatro vezes, enquanto o adversário Goiás deu cinco chutes e abriu o placar em um vacilo tremendo de Wanderson, que deu condições para Fernandão entrar livre na área e tocar na saída de Felipe Alves.

Apesar do rendimento abaixo do esperado, o Fortaleza ainda criou chances para marcar ainda na etapa inicial e David perdeu dois gols inacreditáveis, de frente para o goleiro Tadeu, que fez a defesa na primeira oportunidade e, na segunda, completamente batido no lance, viu a bola sair após finalização errada do camisa 17 leonino.

A postura mudou no segundo tempo. O Tricolor de fato se impôs na etapa final e conseguiu o que faltou na primeira metade da peleja. Controlou o adversário com eficácia (o Goiás não deu nenhum chute no gol de Felipe Alves), finalizou 11 vezes, sendo seis na direção do gol, e teve oportunidade para vencer, mas acabou desperdiçando.

Romarinho chegou a marcar, mas o gol foi corretamente anulado por impedimento de WP9 no início da jogada.

Inacreditável mesmo foi o gol perdido por Yuri César, que poderia ter decretado o triunfo, mas Tadeu fez grande defesa, com a perna esquerda, em finalização cara a cara. Certo é que, com os dois pontos desperdiçados, a missão é recuperar na quarta-feira (2), contra o Corinthians, novamente em casa, às 21h30min.

Gol histórico

De mais positivo, uma marca histórica. O atacante Wellington Paulista, que marcou o gol do empate, chegou ao 100º dele na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro. De quebra, se distanciou ainda mais como artilheiro do time na temporada, com 12 gols.

"De coração, me sinto muito feliz e lisonjeado também. Eu nunca imaginei fazer tantos gols assim na minha carreira toda. Tenho pessoas maravilhosas ao meu lado e que me ajudaram bastante a chegar nessa marca", disse WP9.