Análise: derrota para o Corinthians deixa sonho da Libertadores distante para o Ceará

Em confronto direto, Alvinegro perdeu para o Corinthians, por 2 a 1, e viu a possibilidade de classificação para a principal competição do continente ficar complicada. Mesmo assim, Vovô segue firme por vaga para a Sul-Americana

Ceará Corinthians
Legenda: Derrota em confronto direto deixa o Ceará atrás do G-8
Foto: Felipe Santos/CSC

Um sonho antes visto como praticamente impossível se transformou em palpável e próximo, mas voltou a ficar bem distante. A luta do Ceará em conseguir uma inédita e histórica classificação para a Taça Libertadores complicou de vez após a derrota por 2 a 1 para o Corinthians, na noite desta quarta-feira (3), na Neo Química Arena.

A lamentação do torcedor alvinegro se dá pelo fato de que uma vitória no confronto direto garantiria muita força ao Vovô na luta para ficar no G-8.

Ao contrário disso, viu o adversário assumir a 8ª colocação e abrir três pontos de vantagem (com um jogo a menos). Com os outros resultados na rodada, o Ceará se manteve com 45 pontos e ainda perdeu três posições, caindo para o 12º lugar na tabela. Mesmo assim, o Vovô segue firme para assegurar a vaga na Sul-Americana.

A expectativa criada era condizente não somente aos bons resultados que o time de Guto Ferreira acumulou na competição, mas também pelas atuações convincentes. O Ceará foi cirúrgico ao longo do Campeonato Brasileiro. Porém, nas últimas partidas, não tem repetido isso, e contra o Timão, tal precisão fez falta.

Ouça o 'CearáCast':

O Jogo

Assim como foi contra o Athletico/PR, o time voltou a errar bastante. Logo aos 15 minutos, quando saiu na frente do placar, em gol de Fabinho (o primeiro dele no Brasileirão), após cobrança de escanteio de Vina (a 19ª assistência dele na temporada), o cenário se desenhava da forma que o Alvinegro gosta. Bastava manter a organização defensiva para esperar os erros do adversário para contra-atacar com velocidade.

Mas a vantagem não durou. Aos 19, após consulta ao VAR, Heber Roberto Lopes marcou pênalti de Klaus em Gabriel, que Fábio Santos converteu. 

Oito minutos depois, Léo Natel marcou o segundo em falha defensiva do Ceará. Mosquito fez boa jogada individual sobre Alyson e serviu o companheiro, que aproveitou ainda falha de posicionamento de Luiz Otávio.

O Ceará sentiu os gols. Erros individuais atrapalharam bastante e, consequentemente, prejudicaram o coletivo. Alyson, Cléber e Léo Chú fizeram partida ruim e não deram sequência às jogadas.

Na segunda etapa, as substituições de Guto Ferreira fizeram o time evoluir. Porém, mesmo com mais presença no campo ofensivo e conseguindo circular melhor a bola, faltou o último passe. Foram incontáveis erros de passe na conexão entre o meio de campo e o ataque, repetindo falhas já perceptíveis no duelo contra o Furacão.

De positivo, as atuações de Richard e Fabinho, que foram destaques em um time que apresentou vários erros.

Fim de sequência positiva

De quebra, o Vovô viu o Timão encerrar um tabu: há 13 anos não vencia o Vovô, em São Paulo. Com isso, foi a primeira vez que o Corinthians triunfou sobre o Ceará em jogos disputados na capital paulista pelo Brasileirão de pontos corridos. Em 2010, 2011, 2018 e 2019, as partidas terminaram empatadas.

Esta foi também a primeira vez que o time paulista triunfou sobre o cearense no novo estádio. Antes, eram três jogos, com dois empates e uma vitória do Ceará.