Do ostracismo à glória: no Fortaleza, Bruno Melo ensina como se constrói um ídolo

Bruno Melo
Bruno Melo esteve nas principais conquistas recentes do Fortaleza Foto: Luan Erick /FortalezaEC

O elenco do Fortaleza em 2019 é repleto de personagens marcantes. Não há, porém, ninguém que simbolize mais o torcedor tricolor que Bruno Ferreira Melo.

Aos 27 anos, o lateral-esquerdo entra para a história centenária do Leão do Pici de forma que poucos (ou talvez nenhum) outro jogador tenha conseguido.

Revelado nas categorias de base, o Pararucuense viveu de tudo: do ostracismo nos anos de Série C às maiores conquistas do clube. E, apesar de momentos apagados, exerceu protagonismo nas horas mais importantes.

Foi ele quem teve a personalidade de cobrar pênalti na vitória por 2 a 0 sobre o Tupi, em 2017, no primeiro jogo da disputa que garantiu o acesso da Série C para a Série B; Foi ele quem marcou gol na vitória sobre o Atlético-GO fora de casa, em 2018, no jogo que garantiu o acesso da Série B para a Série A; Foi ele quem marcou gol na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, neste domingo (1), que garantiu ao Fortaleza a classificação para a Copa Sul-Americana em 2020.

O Fortaleza disputará uma competição internacional pela primeira vez em sua história, com a marca de Bruno Melo. O Fortaleza saiu da Série C para a Série A em dois anos com a marca de Bruno Melo.

Torcedor declarado do clube, ele participou ainda do elenco que foi campeão inédito da Copa do Nordeste e que venceu o primeiro título nacional da história do Fortaleza (a mesma Série B de 2018).

Bruno Melo deixou a praia de Paracuru para se tornar ídolo do Fortaleza. Não há dúvidas que ele conseguiu.