Ceará é o único clube do G-7 do Nordeste com cinco anos seguidos de superávit

Desde 2015 que o Vovô registra saldo positivo nos seus balanços anuais

ceara
Torcida do Ceará tem celebrado os resultados financeiros do clube nos últimos anos Foto: JL Rosa/SVM

Com divulgação do balanço financeiro referente ao ano de 2019, o Ceará registrou superávit de R$ 5,7 milhões, o maior da história do clube. O fato já é marcante por si só, e tem uma grandeza maior se comparado ao histórico recente: o Alvinegro é o único clube do G-7 Nordeste com cinco anos seguidos de superávit.

Considerando Ceará, Fortaleza, Bahia, Vitória, Sport, Santa Cruz e Náutico, que formam o G-7 de principais clubes da Região, o Alvinegro é o único que conseguiu tal desempenho econômico no período.

Desde 2015 que o Vovô registra saldo positivo nos seus balanços anuais, como registra ano a ano o jornalista Cassio Zirpoli. (Veja abaixo)

Tal marca não é simples para um clube do Nordeste. Prova disso é que, em 2017, o Ceará foi o único que teve superávit. Naquele ano, todos os outros seis fecharam com déficit.

Além disso, o Ceará vem também numa crescente na consolidação de patrimônio líquido positivo. O Alvinegro registrou patrimônio de R$ 6.584.462,41, que é também o maior de sua história.

Os bons resultados financeiros transparecem a gestão responsável, equilibrada e eficiente que o clube possui hoje.

Resultado do exercício (superávit/déficit) do Ceará
2013 (Série B): -680.349
2014 (Série B): -442.872
2015 (Série B): +738.102
2016 (Série B): +500.334
2017 (Série B): +3.193.659
2018 (Série A): +3.013.201
2019 (Série A): +5.768.766

Fonte: Cássio Zirpoli