Água na Lua

lua

Estamos de mudança. Cientistas descobriram água na Lua, e já planejam fazer uma colônia humana entre as patas do cavalo de são Jorge e o sopro do dragão. Ali na cratera Clavius, que é iluminada, luz que evoca sereias, namorados, poemas e silêncio.

A detecção da água lunar é inequívoca. Ainda não sabemos se vai dar para bebermos a água da Lua, não sabemos qual será o seu gosto, se terá um tom azulado, violeta, mas deve ser linda. A água lunar é feita de moléculas de H2O presas em grãos minerais, ou é armazenada em bolhas de vidro. Mais ou menos uma garrafa de 350ml por um metro cúbico lunar.

Empolgante descoberta. Não demora, e vamos passar férias na Lua. Ou fazer tratamento de cabelos, partos antecipados, cura da insônia, festa do Dia das Bruxas. A água cristalizada em forma de gelo, no Polo Sul da Lua, talvez tenha se originado pelo choque de meteoros e cometas que derretiam ao cair na superfície da Lua, durante bilhões de anos. Ou feita de partículas ejetadas pelo Sol.

Já sabiam da água nas partes sombrias da Lua, em 1996 a sonda Clementine descobriu água nas armadilhas frias, regiões permanentemente sombreadas, redutos da misteriosa Lilith, onde a temperatura é menos de 163 graus abaixo de zero. Quem descobriu essa nova água na Lua iluminada foi Sofia, acoplada num Boeing, planando pelos vazios do céu. Sofia, um telescópio, parece mais uma mulher de asas com olhos infravermelhos olhando-se num grande espelho. Tiraram as poltronas do avião, deixaram só algumas para os cientistas e o lugar de Sofia, eles vaguearam sete semanas pelo espaço, observando a Lua, e descobriram a nova água de luz molecular congelada. Maravilha. Não sei o que vamos vestir, pois na parte iluminada da Lua a temperatura pode passar dos cem graus centígrados.

Em 2024 vão mandar a primeira mulher para a Lua; ainda não disseram seu nome, se já foi escolhida. Projetam a primeira habitação permanente na Lua. Na verdade, a colônia humana deve ser construída em Marte, o planeta vermelho, o deus da guerra. Em Marte tem água e nos três estados, sólido, líquido e gasoso. Água salgada, como se a vida fosse começar nos Mares Perdidos. Mas para fazer uma base em Marte é preciso um porto para conexão, e a falta de gravidade na Lua facilita o lançamento de naves espaciais, a água da Lua pode ser combustível, e além de água a Lua tem ferro metálico com um pouco de enxofre e níquel e uma espécie de atmosfera

com gases de sódio e potássio. A Lua vai ser uma espécie de trampolim, um hub, pivô dourado para o espaço sideral.

Essa descoberta me fez lembrar o poema de Paulo Leminski, que não é água na Lua, mas Lua na água. Talvez sejam a mesma coisa, o poema é reflexo inverso das palavras e já contém um enigma futurista, talvez o poeta tenha pressentido um deserto e nossa partida da Terra, talvez os poetas sejam visionários.

Feminina, passiva, fértil, periódica e renovadora. Lua Negra, Lua Azul, Lua de Sangue, Lua de Castor... Perdi a última superlua, foi dia destes em outubro. A superlua é quando a Lua fica mais perto da Terra e aparece maior, mais brilhante. Dizem que a próxima superlua vai ser em 15 de novembro, dia das eleições, será por acaso? Ou são conjunções ocultas numa Lua Nova?



Assuntos Relacionados